Tamanho do texto

Volante tem dado maior contribuição ao time depois de mudanças na forma como os meias corintianos vêm atuando

A chegada de Elias tem tudo a ver com o crescimento do Corinthians desde a pausa no Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo. Além da qualidade técnica e da agilidade nos passes, que clareiam as jogadas e dão fluência ao jogo, o volante permitiu a Mano Menezes fazer uma alteração tática que vem dando resultado.

Confira a tabela completa, a classificação, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Nos últimos dois jogos, as boas vitórias sobre Bahia e Palmeiras, o gaúcho deixou os meias abertos. A ideia é que eles encontrem o espaço pelos lados em parceria com os laterais. Se os volantes adversários os acompanham até as beiradas, aparece o espaço para Elias subir.

"Ele tem característica e qualidade para fazer essa infiltração. Você pode abrir os meias. Aí, quando eles abrem a marcação, você tem qualidade para chegar pelo meio", afirmou Mano, sem se surpreender com o crescimento do camisa 7.

"O que estava faltando a ele era ritmo de jogo mesmo. Ele não jogou nos últimos seis meses."Foi exatamente aproveitando o desenho descrito pelo técnico que o Corinthians acabou fazendo 2 a 0 no arquirrival Palmeiras no último domingo. Elias foi à frente nos lances que decidiram o confronto, servindo Guerrero no primeiro gol e dando assistência a Petros no segundo.

"O Mano pede primeiro para eu cumprir a obrigação do volante, marcar e sair com a bola. Se dá para eu sair mais, vou saindo. Contra o Palmeiras, surgiram espaços para que eu pudesse sair. Soube aproveitar", comemorou Elias, cuja entrada também fez crescer o futebol de Ralf.

"Eles se conhecem, têm respeito um pelo outro e se entendem. No jogo anterior, o Ralf já chegou à frente para concluir. Contra o Palmeiras, chegou de novo porque sabe que tem a segurança para fazer isso. O Elias recompõe com inteligência o setor pela leitura de jogo que sabe fazer", elogiou o chefe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.