Tamanho do texto

Wesley e Marcelo Oliveira reconheceram que sofreram com a forte marcação do adversário e tentam iniciar reação do time

O técnico Ricardo Gareca escalou Felipe Menezes e Mendieta no clássico contra o Corinthians, disputado em Itaquera neste domingo, mas o Palmeiras terminou o Dérbi sem nem sequer uma chance de gol. Para os jogadores, a falta de criatividade foi a principal razão para a derrota por 2 a 0.

Palmeirense Wesley encara a marcação do Corinthians no Itaquerão
Djalma Vassão/Gazeta Press
Palmeirense Wesley encara a marcação do Corinthians no Itaquerão

Leia também:  Com gols de Guerrero e Petros, Corinthians bate o Palmeiras no Itaquerão

"A gente não está conseguindo criar. Está difícil. O time marca, marca, marca e não consegue criar. É fogo. Conseguimos segurar no primeiro tempo. Depois, eles marcaram e tentamos sair para o jogo. Acabamos tomando o segundo", disse Wesley.

Palmeirenses quebram cadeiras do setor visitante e dão prejuízo ao próprio clube

Apesar de criticar a falta de criação da equipe, o volante tentou demonstrar algum ânimo. "Vamos em frente. Não acaba por aqui. Ficamos tristes hoje, mas temos que erguer a cabeça, porque daqui a pouco já tem a próxima partida", afirmou o jogador, que disputou o clássico como capitão.

Gareca admite que se sente ameaçado com derrotas seguidas do Palmeiras

O polivalente Marcelo Oliveira foi escalado como zagueiro neste domingo ao lado do argentino Fernando Tobio. Assim como o companheiro Wesley, o jogador citou a falta de criatividade do time como motivo para a derrota, mas tratou de elogiar o futebol da equipe.

Derrotado no primeiro Dérbi, Gareca reconhece superioridade do Corinthians

"Se a gente cria mais oportunidades de gol, as chances de vencer são maiores. O Corinthians marcou bem e ficou difícil de entrar. Tentamos até o final e não conseguimos. Os clássicos são definidos nos detalhes. No geral, o time não fui ruim. Acho que jogamos bem", defendeu.

Com cinco derrotas e um empate nos últimos seis compromissos pelo Campeonato Brasileiro, Marcelo Oliveira já está receoso preocupado. "Temos que ficar atentos. O torneio e difícil e não podemos ficar muito tempo sem somar pontos. Precisamos somar o mais rápido possível", afirmou.

Com Mendieta apagado durante a partida, o técnico Ricardo Gareca promoveu a entrada de Leandro no lugar do paraguaio após sofrer o primeiro gol, marcado por Guerrero. Se Marcelo Oliveira acha que o time jogou bem, o atacante disse ainda sonhar com o título, apesar dos 13 pontos em 12 rodadas.

"Nós entramos no campeonato sempre pensando no título. Os líderes estão se afastando um pouco e temos que ter cuidado, porque cada jogo é uma decisão. Sabemos que o campeonato é bem difícil, mas sem dúvida nosso grande objetivo é chegar lá na frente", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.