Tamanho do texto

"Perder três jogos seguidos é complicado aqui, na Argentina ou em qualquer lugar do mundo, ainda mais em um clássico", disse o treinador após os 2 a 0 sofridos para o Corinthians

O técnico Ricardo Gareca vive uma situação incômoda no comando do Palmeiras . Após três derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro, a última diante do rival Corinthians neste domingo, o treinador admite a dificuldade e evita falar sobre o próprio futuro.

"Perder três jogos seguidos é complicado aqui, na Argentina ou em qualquer lugar do mundo, ainda mais em um clássico. Tenho força para continuar e estou convencido que, com o tempo, podemos armar um bom time. Mas a realidade hoje é que o Palmeiras perdeu novamente", reconheceu.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Prestes a entrar no mês de seu centenário, o clube alviverde, que disputou a Série B do Campeonato Brasileiro em 2013, faz uma campanha abaixo do esperado no torneio nacional. Com apenas 13 pontos ganhos em 12 rodadas, ocupa a 12ª colocação na tabela.

Leia mais: Derrotado no Dérbi, Gareca reconhece superioridade do Corinthians

Nos últimos seis jogos do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras amarga uma sequência de cinco derrotas e um empate - antes da parada para a Copa, o time era comandado por Alberto Valentim. Se ganhou nomes como Mouche, Tobio e Allione, Gareca perdeu Valdivia e Marquinhos Gabriel. Williams Matheus e Juninho também devem sair.

"Vamos tentar fazer o nosso melhor. O Palmeiras tem bons jogadores e vivemos um processo em que eles ainda estão conhecendo a comissão técnica. Estamos tratando de encontrar um estilo, uma forma de jogar. Às vezes, isso demora. Enfrentamos bons times, o que é um problema nessa etapa, mas vamos achar um rumo", disse Gareca.

Após cair diante do Corinthians no primeiro jogo da história do Derby em Itaquera, o Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira para fazer um amistoso contra a Fiorentina, no Pacaembu. No domingo, no mesmo local, a equipe pega o Bahia, já pelo Brasileiro.

"Em um time como o Palmeiras, é difícil perder três partidas consecutivas, mas penso em fazer o meu trabalho a cada jogo. Do meu futuro, não posso falar. É importante o time reagir no Campeonato Brasileiro para subir na tabela e ter mais tranquilidade", declarou.

Se vive situação delicada no Nacional, o Palmeiras está melhor na disputa da Copa do Brasil, torneio que garante o campeão na próxima edição da Libertadores. O time de Ricardo Gareca venceu o Avaí por 2 a 0 em Florianópolis e tenta garantir uma vaga nas oitavas na final em casa, no dia 6 de agosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.