Tamanho do texto

Time de Mano Menezes terá Romero e Renato Augusto entre os titulares, enquanto o rival não poderá contar com o zagueiro Lúcio e o atacante Diego, machucados

A quase centenária história do Dérbi terá um capítulo importante na tarde de domingo. A partir das 16h (de Brasília), Corinthians e Palmeiras se enfrentam pela primeira vez no estádio de Itaquera, a casa definitiva alvinegra, e os arquirrivais querem muito que a memória original seja positiva.

Confira a tabela completa do Campeonato Brasileiro

"Será o rival eterno", resumiu Elias, que, torcedor corintiano na infância e jogador alviverde nas categorias de base, sabe bem o que significa o confronto. O gaúcho Mano Menezes não tem a mesma percepção, mas admite o apelo diferente que este clássico tem para a Fiel.

"O torcedor sempre participa desse tipo de jogo e quer sempre ganhar. Pela tradição, pela história e pelo simbolismo, é um jogo especial. A gente enxerga isso, sabe a importância que o torcedor vê. Também temos que buscar esse apetite", comentou o técnico.O outro treinador tem visão semelhante. Ainda se habituando ao Palmeiras, o argentino Ricardo Gareca apontou "um jogo muito particular em relação aos outros". Ele não faz questão de calar os torcedores da casa, desde que a pequena parcela visitante do público termine a partida festejando.

"Não penso em calar torcedores. Às vezes, posso ganhar a partida e a torcida deles cantar da mesma forma, mesmo perdendo. Não sei o que pode acontecer. Por isso, o que me interessa é ganhar. Sabemos a importância do jogo e a responsabilidade que temos. Mas estamos tranquilos", disse o comandante.

O Palmeiras realmente ganhou alguma tranquilidade na última quarta-feira ao conquistar a primeira vitória sobre o comando de Gareca. Mas a equipe será bem diferente da que bateu o Avaí, já que vários jogadores foram poupados em Santa Catarina.

Lúcio e Eguren, machucados, e William Matheus, liberado para acertar com o Toulouse, não estão à disposição. Wellington vai entrar na zaga, deslocando Marcelo Oliveira para a lateral esquerda. A dúvida está na formação, que pode ser um 4-3-3 com Mouche na frente ou um 4-4-2 com Josimar reforçando a marcação no meio.O Corinthians não tem propriamente dúvidas no esquema, com repetição do que deu certo contra o Bahia. Renato Augusto substituirá o suspenso Jadson, armando o jogo pela direita, com Petros na esquerda. Romero é o principal candidato a formar dupla de ataque com Guerrero, mas Romarinho, que costuma castigar o Palmeiras, pode ser acionado.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X PALMEIRAS

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 27 de julho de 2014, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros e Renato Augusto; Romero e Guerrero
Técnico: Mano Menezes

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Tobio, Wellington e Marcelo Oliveira; Renato, Wesley e Felipe Menezes; Mouche (Josimar), Diogo e Henrique
Técnico: Ricardo Gareca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas