Tamanho do texto

No primeiro clássico entre as equipes no novo estádio, time de Mano Menezes levou a melhor e venceu por 2 a 0. Palmeiras desce para a 12ª colocação e amarga mais um revés na Era Ricardo Gareca

Elias encara marcação palmeirense em Itaquera
Leandro Martins/Futura Press
Elias encara marcação palmeirense em Itaquera

O primeiro Dérbi da história do estádio de Itaquera aconteceu como queria a Fiel. Se não venceu no jogo que inaugurou a sua nova casa, perdendo para o Figueirense, o Corinthians conseguiu algo muito mais valorizado por seus torcedores, derrotando o arquirrival Palmeiras por 2 a 0.

Confira a tabela completa do Campeonato Brasileiro

A vitória começou a ser construída em um período de domínio entre o final do primeirotempo e o início do segundo que deixou o resultado encaminhado. Aos cinco minutos da etapa final, Guerrero concluiu ótima jogada de Renato Augusto e Elias para abrir a contagem.

Houve pressão dos visitantes nos 15 minutos derradeiros, mas o Corinthians conseguiu proteger sua vantagem com alguma dificuldade. Já nos acréscimos, Petros apareceu para balançar a rede, tirar o chapéu para a torcida e fechar a primeira vitória alvinegra em um clássico na temporada.

Leia também : Palmeirenses quebram cadeiras do setor visitante do Itaquerão antes do clássico

O resultado recolocou a equipe do Parque São Jorge na segunda colocação do Campeonato Brasileiro, com 23 pontos, cinco a menos do que o líder Cruzeiro. Derrotado pela terceira vez seguida na competição, o Palmeiras está na metade de baixo da tabela.

Alvinegro mais presente no ataque
O Corinthians se fez mais frequente no campo de ataque ao longo da etapa inicial. Havia relativo equilíbrio, mas a marcação alvinegra criava problemas para a saída de bola alviverde e mantinha a posse de bola com os donos da casa na maior parte do tempo.

Na primeira chegada pela esquerda, Fábio Santos cruzou da esquerda. A bola foi interceptada no braço direito de Renato, que estava aberto. Apesar das reclamações de pênalti, o árbitro Sandro Meira Ricci mandou o jogo seguir, e o que se viu nos minutos subsequentes foi um jogo truncado.

Foi ao partir dos 20 que o Corinthians estabeleceu certo domínio. Se não criava chances claras, a equipe rondava a área do rival, que se protegia pela esquerda com a volta de Felipe Menezes. Assim, Renato Augusto, que jogava por ali, não tinha liberdade para tramar com Fagner.

Com dificuldade de penetração no último passe, o time de Mano Menezes passou a tentar cruzamentos e chutes de fora, crescendo nos minutos que antecederam o intervalo. Ralf e Guerrero, com o pé, testaram a atenção de Fábio. Gil esteve mais perto do gol, após cruzamento de Renato Augusto, triscando a trave de cabeça.

Triunfo preto e branco
O domínio estabelecido no final do primeiro tempo se estendeu ao segundo. O Corinthians trocou passes e rodou bem a bola até abrir o placar, aos cinco minutos. Após bom giro de Renato Augusto, Elias avançou pelo meio, aproveitou bote errado de Tobio e deixou Guerrero na cara do gol. O peruano bateu na saída de Fábio.

Gareca, que havia optado por jogar com dois armadores propriamente ditos, trocou um deles, Mendieta, pelo atacante Leandro. Mas os donos da casa seguiram com maior frequência no ataque, e Guerrero quase marcou o segundo, após ótimos passes e cruzamento rasteiro de Renato Augusto.

O jogo esquentou aos 25, com muito bate-boca após uma disputa entre Wendel e Guerrero, que foram amarelados. Exaltado na confusão, Elias poderia ter feito a festa pouco depois, mas parou em Fábio no chute de fora da área. Então, Gareca apostou em Erik, e Mano botou o talismã Romarinho.

O que se viu nos 15 minutos finais foi uma pressão crescente do Palmeiras, que teve sua melhor chance em cruzamento da direita muito mal concluído por Mouche. Já nos acréscimos, o Corinthians aproveitou o espaço e Petros recebeu na área, batendo forte. A bola tocou na trave no goleiro Fábio e morreu na rede.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 PALMEIRAS

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 27 de julho de 2014, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
Público: 31.031 pagantes
Renda: R$ 2.206.184,00
Cartões amarelos: Guerrero (Corinthians); Henrique e Wendel (Palmeiras)
Gols: Guerrero, aos cinco minutos do segundo tempo, e Petros, aos 45 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros e Renato Augusto (Danilo); Romero (Romarinho) e Guerrero (Luciano)
Técnico : Mano Menezes

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Tobio, Marcelo Oliveira e Victor Luís; Renato e Wesley; Mouche, Mendieta (Leandro) e Felipe Menezes; Henrique (Erik)
Técnico: Ricardo Gareca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas