Tamanho do texto

Márcio Azevedo diz que evita desespero, mas afirma que não tem uma equipe para "jogar de igual para igual" na Série B

No último sábado, o Vila Nova chegou a sua décima derrota na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro e está cada vez mais preso ao último lugar na tabela de classificação. Chateado com mais um revés, o técnico Márcio Azevedo comentou o resultado e aproveitou para lamentar a falta de qualidade do elenco que tem em mãos.

Leia também:  Na estreia de Lisca, Sampaio Corrêa vence lanterna e se aproxima do G4

"Nós temos que ter um elenco qualificado, com poder de entrar de igual para igual em qualquer jogo. Temos que buscar isso, se não for assim, vamos ter dificuldade realmente. Estamos muito longe dos demais, futebol tem que ser feito com elenco", disse em tom ameno à Rádio 730 , de Goiânia.

Confira a tabela completa da Série B do Campeonato Brasileiro

A derrota em questão foi para o Sampaio Corrêa, por 2 a 0, time que ocupa a quinta colocação na tabela da segundona. Para o treinador, o Vila Nova não tem chances contra os times que brigam pelo acesso à elite do futebol nacional. Em 2013, o time goiano foi um dos quatros que subiram à Série B do Brasileirão.

"Falar em desespero não é meu perfil. Mas sei que a dificuldade vai aumentando de rodada para rodada. Temos que ter uma longa sequência de vitórias e ainda torcer para os adversários diretos não vencerem. Vou continuar fazendo o meu trabalho junto com os jogadores", prometeu Márcio.

Pela 14ª rodada, no próximo sábado, às 21 horas (de Brasília), o adversário é ninguém menos que o arquirrival Atlético-GO, que somou os nove pontos em disputa nas últimas três jornadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.