Tamanho do texto

Atual campeão nacional, time mineiro se apoia em retrospecto para ampliar liderança na tabela da competição

O Cruzeiro enfrenta o Figueirense às 18h30 (de Brasília) deste sábado, no Mineirão, com bons motivos para acreditar que alcançará mais um bom resultado no Brasileirão. Líder isolado da competição nacional com 25 pontos, a Raposa tem a seu favor não apenas a melhor campanha de todas, mas também uma boa vantagem no retrospecto geral frente a equipe de Santa Catarina.

Em toda a história, os clubes se enfrentaram 22 vezes, com 11 vitórias celestes, quatro empates e sete triunfos do Figueirense. Os mineiros marcaram um total de 33 gols e sofreram 24. Pelo Campeonato Brasileiro, foram 20 confrontos, o Cruzeiro venceu nove, empatou quatro e perdeu sete. Em jogos disputados em Minas Gerais, a vantagem é também da Raposa. Em oito partidas, o Cruzeiro venceu quatro, empatou duas e perdeu outros dois jogos.

Para não deixar três pontos escaparem dentro de casa, o técnico Marcelo Oliveira vai manter a base das últimas partidas. A única mudança será na zaga com a entrada de Dedé, recuperado de cirurgia no joelho, para a saída de Manoel. O treinador entende que Dedé é mais experiente.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

"Ele traz experiência de ter jogado muitas partidas de Campeonato Brasileiro, ter participações na seleção brasileira. É um jogador veloz, de boa estatura, com bom cabeceio ofensivo e também defensivo. Ele precisa apenas ter consciência de que zagueiro é para defender o gol, não precisa atacar e sair. Tenho conversado muito isso com ele", disse Marcelo Oliveira.

Nas demais posições, o Cruzeiro será o mesmo que venceu o Palmeiras. O volante Nilton e o meia-atacante Alisson foram liberados pelo departamento médico, mas precisam aprimorar a forma física. Situação semelhante vive Dagoberto, o atacante, porém, já treina com os companheiros a mais tempo, por isso, fica como opção no banco de reservas.

O Figueirense ocupa a 18º posição no Brasileiro com apenas sete pontos, e se quiser deixar a zona de rebaixamento terá que superar o líder Cruzeiro, missão considerada difícil, mas não impossível. Para surpreender jogando no Mineirão, o técnico Argel vai mostrar três novidades no time. Marquinhos, Rivaldo e Marco Antônio serão titulares do Figueira.

Com essa formação, o armador Kleber passa a ter mais liberdade para agredir o Cruzeiro, o que agrada o jogador. O atleta lembra que com o treinador anterior era obrigado a ter uma função mais defensiva, o que segundo ele, prejudicava o rendimento nas partidas.

"O Argel é um treinador experiente e com certeza pode nos ajudar muito na sequência do Campeonato Brasileiro. Com o técnico anterior eu atuava um pouco mais recuado e nos dois treinamentos que realizamos até agora com ele joguei mais no campo ofensivo e com mais liberdade para chegar ao ataque. O Cruzeiro é um time que tem uma base muito boa e vem fazendo uma grande competição mas estamos confiantes e sabemos que podemos fazer uma boa muito partida no Mineirão", disse.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X FIGUEIRENSE

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 26 de julho de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Albino Andrade Júnior (PE)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marquinhos; Marcelo Moreno
Técnico: Marcelo Oliveira

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Luan, Nirley, Marquinhos e Roberto Cereceda; Paulo Roberto, Rivaldo, Kleber e Marco Antônio; Pablo e Ricardo Bueno
Técnico: Argel Fucks

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.