Tamanho do texto

Mancha Alviverde diz que não conseguiu contratar os 30 ônibus necessários para ir à Arena Corinthians

Em reunião nesta sexta-feira no 2º Batalhão da Polícia Militar envolvendo torcedores de Corinthians e Palmeiras , a PM solicitou aos visitantes que não usassem transporte público para ir ao clássico de domingo, em Itaquera. Mas a Mancha Alviverde já avisou: vai de metrô para o clássico no recém-inaugurado estádio do rival.

Mancha Alviverde disse que utilizará o transporte público domingo
Gazeta Press
Mancha Alviverde disse que utilizará o transporte público domingo

Em comunicado publicado nas redes sociais, a principal organizada do Palmeiras ressaltou que não conseguiu fretar ônibus suficientes para levar seus membros. "Queremos deixar bem claro que o único motivo de não irmos de ônibus é que não conseguirmos alugar a quantidade necessária para atender a todos, dessa forma iremos de metrô", informou a Mancha.

Pela manhã, a PM avisou que só conseguiria fazer a escolta dos palmeirenses em caso de transporte de ônibus. Na própria reunião, representantes da Mancha alegaram que cada veículo custaria cerca de R$ 600, o que encareceria a estratégia, mas acabou acatando a decisão em um primeiro momento. Horas depois, manifestou sua mudança de ideia.

"Não conseguimos com as empresas que fazem fretamento o aluguel dos ônibus, pois seriam necessários mais de 30 ônibus. A alegação é que não conseguem em tempo hábil essa quantidade, muito menos os motoristas que prestariam esse serviço", explicou o comunicado, ressaltando que a ideia não é contrariar os policiais.

Para o primeiro clássico no novo estádio do Corinthians, 500 policiais participarão do esquema de segurança. Os palmeirenses contam com 2.100 ingressos, sendo cerca de 400 deles à disposição da diretoria e de ações de marketing. A expectativa da PM é de que o jogo receba 37 mil pessoas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.