Tamanho do texto

Grêmio não vence em casa há dois jogos, e goleiro diz que time precisa derrotar o Coritiba para encostar nos líderes

Marcelo Grohe, goleiro do Grêmio
Hector Werlang
Marcelo Grohe, goleiro do Grêmio

Há dois jogos sem vencer como mandante, o Grêmio quer voltar às vitórias em casa neste domingo, diante do Coritiba. O objetivo do clube gaúcho é manter-se na ponta de cima da tabela e não deixar o líder Cruzeiro. Para o goleiro Marcelo Grohe, os três pontos no jogo deste final de semana são fundamentais para as pretensões do Tricolor Gaúcho no Campeonato Brasileiro .

"Estamos há dois jogos sem vencer em casa. O Cruzeiro já abriu seis pontos da gente. Não podemos deixar eles desgarrarem, senão fica muito difícil buscar depois. Temos que fazer o dever de casa aqui", destacou o goleiro. O Grêmio, atual 7º colocado, tem 19 pontos, contra 25 da equipe mineira. A última vitória em casa foi diante do Botafogo, por 2 a 1, no final de maio.

Apesar da necessidade de vencer, Grohe prevê um jogo complicado neste domingo. A má campanha do Coxa (atual penúltimo colocado, com 7 pontos) não será sinônimo de facilidades, acredita o camisa 1: "costumo dizer que no Brasileiro não tem jogo fácil, seja fora ou em casa, se a equipe está em bom ou mau momento, está em cima ou embaixo na classificação. A cada rodada temos provas disso. Precisamos respeitar muito o Coritiba, que pode até não estar em um bom momento, mas é uma equipe que tem qualidade", prega Grohe.

Outro fator que acrescenta dificuldades ao jogo deste domingo, segundo o goleiro gremista, é Celso Roth. O atual técnico do Coxa trabalhou com Marcelo Grohe duas vezes: entre 2008 e 2009, e em 2011: "o Celso é um grande treinador, gosto muito dele. A gente sabe que vai ser difícil. Eles vêm de uma sequência difícil no campeonato, vêm em busca da reabilitação. É sempre difícil enfrentar os times do Celso, que têm muita marcação", finalizou.

O Grêmio treinará na tarde desta sexta, no Olímpico, e ainda no sábado, pela manhã. A equipe deve entrar em campo na Arena com Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Geromel e Saimon; Ramiro, Riveros, Giuliano, Luan e Fernandinho; Barcos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.