Tamanho do texto

Goleiro tcheco teme a concorrência do belga Courtois, que estava emprestado ao Atlético de Madrid

Reuters

O goleiro do Chelsea Petr Cech não quer sentar no banco de reservas do clube, depois de o técnico José Mourinho trazer de volta o goleiro Thibaut Courtois, que estava emprestado ao Atlético de Madri .

"Todo ano há um desafio. Se você vai estar no time, precisa se sair melhor do que os outros caras da equipe", disse o goleiro de 32 anos durante a pré-temporada da equipe na Áustria.

"Não quero ficar no banco. É por isso que estou tentando de tudo para estar no time. Não quero falar sobre 'ses' e 'mas'. Vamos ver como vou sair e o que vai acontecer."

Chelsea confirma retorno de Drogba, que exalta chance de trabalhar com Mourinho

Nesta semana, Mourinho elogiou o belga Courtois, de 22 anos e que passou três anos no Atlético, chamando-o de "o melhor goleiro jovem do mundo".

Ele insistiu que quer manter Cech na equipe e que, mesmo que o goleiro esteja insatisfeito, "os torcedores do Chelsea estarão satisfeitos e eles são mais importantes que qualquer jogador".

Cech, que desfalcou a equipe no final da temporada com um ombro deslocado, voltou à ação no empate em 1 x 1 em amistoso contra o Wolfsburg, na Áustria, na quarta-feira.

"Obviamente, José Mourinho fará sua escolha e decidir como seu time vai ser para o primeiro jogo, segundo jogo, terceiro jogo, qualquer que seja o jogo", disse.

"Depende de nós jogadores mostrarmos que estamos prontos para jogar e fazer com que ele nos escolha. Eu não sou diferente. Farei tudo que puder para fazê-lo me escalar", disse o goleiro, que está há 10 anos no clube.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas