Tamanho do texto

Defensor ficou com a braçadeira de capitão na decisão do torneio e levantou a taça do título continental no Mineirão

O título da Recopa Sul-Americana foi especial para o zagueiro atleticano Leonardo Silva. No duelo contra o Lanús, o defensor do Atlético-MG ficou com a braçadeira de capitão e coube ao jogador levantar a taça de campeão. Essa foi a primeira vez que Leonardo Silva teve essa experiência.

"Já levantei muitos troféus, mas este foi o primeiro como capitão. Fico feliz de estar erguendo esta taça e gravando mais uma vez meu nome na história do clube. E compartilhando com todos que estão presentes. Foi uma vitória sofrida, mas foi emocionante", declarou.

Tradicionalmente, Réver é o capitão do Atlético-MG, mas o zagueiro sofreu lesão no tornozelo e só voltou a atuar na decisão contra o Lanús. Alegando coerência, o técnico Levir Culpi optou por deixar Leonardo Silva como capitão na final.

O Atlético-MG, porém, encontrou dificuldades na partida, e por pouco o zagueiro ficou sem levantar a taça. "Eu não esperava que fosse assim, ainda mais pelo começo do jogo. Mas tudo mundo está de parabéns pela superação", disse Léo Silva.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas