Tamanho do texto

"Eu tenho que parabenizar os jogadores pela parte psicológica do jogo", avaliou o treinador do Atlético-MG após o título

O técnico Levir Culpi enalteceu a conquista da Recopa pelo Atlético-MG e fez questão de parabenizar os jogadores do Galo, que, segundo ele, superaram as adversidades para vencer o Lanús na prorrogação. O treinador afirma que os atletas estavam motivados e acredita que Deus deu força para o Atlético-MG ficar com a taça.

Atlético-MG vive drama no Mineirão, mas conquista Recopa na prorrogação

"Eu tenho que parabenizar os jogadores pela parte psicológica do jogo. Nós perdemos o jogo (no tempo normal) e tivemos uma prorrogação de 30 minutos em uma situação adversa, mas eles estavam motivados e fizeram dois gols, em uma situação difícil de analisar. É por isso que temos que acreditar em Deus. Acho que foi coisa de Deus", declarou.

Levir Culpi celebra um dos gols do Atlético-MG com Luan e Jô
Getty Images
Levir Culpi celebra um dos gols do Atlético-MG com Luan e Jô

Levir Culpi admite que a partida foi muito mais complicada do que ele esperava. O comandante do Galo argumenta que o Lanús atuou melhor em Belo Horizonte do que no jogo de ida na Argentina, valorizando bastante a conquista do Atlético-MG.

"Vou ser sincero, eu não esperava tanta dificuldade. Eu esperava um jogo difícil, porque nunca foi fácil jogar contra argentinos. Mas eles jogaram muito melhor do que lá (Argentina) e o grau de dificuldade aumentou muito para nós. O peso psicológico de se jogar em casa é este. Quando se toma um gol, toma o segundo, e fica difícil de controlar", afirmou.

Por fim, Levir Culpi frisou a importância da conquista da Recopa para o Galo. "Temos que comemorar porque ganhamos uma decisão que foi jogada pelos campeões da Libertadores e da Sul-americana. Se você perde a disputa desta taça, aí sim vai ver a importância que tinha para ganhar", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.