Tamanho do texto

Jogador, respaldado pelo Barcelona e federação do país, pediu para a Corte Arbitral do Esporte a revisão da pena imposta pela Fifa durante a Copa do Mundo

A punição draconiana imposta pela Fifa a Luis Suárez pode ser reduzida. Isso porque a Corte Arbitral do Esporte (CAS) concordou em analisar o recurso apresentado pelo jogador, de acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo . A entidade vai julgar o caso com urgência e dará uma resposta entre os dias 11 e 12 de agosto.

Luis Suárez acredita em diminuição da pena
AP
Luis Suárez acredita em diminuição da pena

Suárez foi banido da Copa do Mundo após morder o italiano Chiellini durante a partida entre as seleções. Como o caso é reincidente, ele também foi afastado por quatro meses de toda e qualquer atividade ligada ao futebol, além de multado em 66 mil libras e o impedido de atuar pela seleção uruguaia nos próximos nove jogos oficiais.

O novo reforço do Barcelona recorreu da decisão, mas como o comitê da Fifa não voltou atrás, o uruguaio apelou para o CAS, apoiado pelo clube espanhol e pela Federação Uruguaia. A expectativa é que a punição seja reduzida.

"Agora que o caso chegou à CAS, é muito provável que vamos reduzir a pena. A proibição só se aplicaria à seleção do Uruguai e não para o Barcelona", afirmou uma fonte ao portal Goal.com .

O jogador que atuava pelo Liverpool foi contratado pelo FC Barcelona nesta janela de transferências, mas devido à restrição, ainda não treinou com os companheiros. O clube pretendia apresentar Suárez em um grande evento, mas os planos precisaram ser adiados, pois o departamento de comunicação da Fifa lembrou que a punição é relativa a qualquer atividade relacionada ao futebol, inclusive a apresentação do grande reforço do Barça na temporada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.