Tamanho do texto

Clube subiu à Série A em 2010. Nestes três anos, as piores sequências sem vitória foram de seis rodadas no máximo

O Bahia vive um período crítico. O clube não vence uma partida na Série A do Campeonato Brasileiro desde a terceira rodada e, para piorar, parece bem distante de conseguir uma classificação à próxima fase da Copa do Brasil, já que perdeu por 3 a 0 para o Corinthians na última quarta-feira, em Itaquera. Assim, o Tricolor de Aço atravessa a pior fase desde que retornou à elite do futebol nacional em 2011.

O clube 45 vezes campeão baiano subiu à Série A em 2010, quando terminou a segunda divisão na terceira colocação. Desde então, suas campanhas na elite nunca o levaram mais alto do que a 12ª colocação, alcançada em 2013. Na última edição do Brasileirão, inclusive, a equipe terminou com 14 derrotas em 38 rodadas. Este ano, já seis revezes em apenas 12 jornadas.

Em 2014, o campeonato começou para o Bahia com uma derrota para o atual campeão brasileiro Cruzeiro. Justificável. Depois, as vitórias sobre o Figueirense e sobre o Botafogo colocaram a equipe no G-4 e animaram o torcedor. No entanto, de lá para cá, o time comandando por Marquinhos Santos ainda não conseguiu se reencontrar com as glórias.

O empate com o Atlético-MG, conquistado no Independência na última rodada, amenizou um pouco os problemas escancarados após o revés frente ao São Paulo na décima rodada, que marcou o retorno do Brasileirão após a parada para a Copa do Mundo.

No entanto, a derrota para o Corinthians, na última quarta-feira, dessa vez em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil, deixou claros os problemas da equipe baiana em criar jogadas no meio-campo e incomodar o adversário. A preocupação do técnico Marquinhos Santos chegou até a ser em não tomar gols, ao invés de tentar marcar o primeiro.

Nestes três anos, as piores sequências sem vitória foram de seis rodadas no máximo. Assim, a equipe precisa reagir para que a enorme descente não a leve de volta à Série B do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso é no sábado, às 21 horas (de Brasília), contra o Internacional, na Fonte Nova.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.