Tamanho do texto

Mineiros venceram o jogo de ida por 1 a 0 e um empate faz com que saiam campeões. Mineirão estará lotado para esta quarta

As imagens do inédito título da Libertadores em 2013 ainda estão na cabeça do torcedor atleticano, que espera o reflexo da conquista da América no jogo desta quarta-feira, às 22h, diante do Lanús, no Mineirão. Brasileiros e argentinos decidirão a Recopa Sul-Americana, e a vantagem é toda do Atlético-MG , que terá o apoio de mais de 50 mil pessoas.

No jogo de ida, o Atlético-MG venceu por 1 a 0, na Argentina, e fica com a taça com um empate nesta quarta-feira. Revés alvinegro por 1 a 0 leva a decisão para a prorrogação, e em último caso os pênaltis decidirão o campeão da Recopa, que reúne o campeão da Libertadores e da Sul-Americana.

O jogo contra o Lanús pode ser especial para o atacante Diego Tardelli por dois motivos. Primeiro porque o jogador pode ser campeão com a camisa da equipe, e ainda pode entrar para história marcando o gol de número 100 pelo Atlético-MG. O atleta já balançou as redes em 99 ocasiões.

"Seria histórico obter essa marca, o que me deixa motivado, além de ser a grande final. Às vezes, tento esquecer um pouco isso, porque atrapalha na preparação, devido à ansiedade e à expectativa. O gol virá naturalmente. Primeiramente é pensar no título, uma conquista que o Atlético-MG não tem. O time fez um bom primeiro jogo e sabemos da nossa responsabilidade. Está nas nossas mãos", declarou.

O Atlético-MG terá importantes retornos para tentar a conquista da Recopa. Totalmente recuperado de lesão no tornozelo esquerdo, o zagueiro Réver volta ao time na vaga do jovem Jemerson, que atuou na partida de ida na Argentina. "Está na hora de incorporarmos esse espírito novamente. Sabemos que dependemos de nós. É um título que todos almejamos. Temos que fazer por merecer, vamos fazer o melhor", disse Réver.

No meio-campo, Ronaldinho Gaúcho, poupado na última rodada do Brasileiro, retorna contra o Lanús e, junto com Maicosuel, terá a missão de criar as jogadas para o centroavante Jô, que também será novidade no Mineirão. O atacante começou na reserva o jogo na Argentina, mas agora ocupa o lugar de André, recuperando a titularidade após disputar a Copa do Mundo.

No Lanús, os jogadores sabem que a missão de vencer o Atlético-MG no Mineirão não é das mais simples, mas os atletas argentinos argumentam que o título ainda não está decidido. Araújo entende que o Lanús perdeu na partida de ida por detalhes, e confia em reverter a situação no Brasil.

"Dá muita raiva perder por detalhes que se pagam caro, ainda mais em uma final. Em nenhum momento esperávamos este resultado, porque queríamos ganhar. Mas com tranquilidade podemos mentalizar o triunfo no Brasil. Temos que aprender com os erros e não nos descuidarmos nunca mais", afirmou.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X LANÚS

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 23 de julho de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (URU)
Assistentes: Miguel A. Nievas e Nicolas Taran (ambos do Uruguai)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Maicosuel e Ronaldinho; Tardelli e Jô
Técnico: Levir Culpi

LANÚS: Marchesín; Araujo, Gómez, Braghieri e Velázquez; González, Somoza e Ayala; Melano, Silva e Benítez
Técnico: Schelotto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.