Tamanho do texto

Lateral tem sido elogiado apesar dos constantes tropeços do time paranaense no Campeonato Brasileiro

Um pouco mais de 20% de aproveitamento em 11 rodadas, apenas uma vitória, nenhuma em casa. O começo de Campeonato Brasileiro do Coritiba está longe do esperado pelo torcedor, mas não surpreende pela trajetória descendente dos últimos dois anos. Duas campanhas ruins em Brasileirão, terminando na 13ª colocação em ambas, e o fim da hegemonia no Estadual prenunciavam que apenas mudanças profundas poderiam modificar o panorama. E elas não aconteceram.

Sem dinheiro para investir em jogadores, a diretoria coxa-branca trouxe o técnico Celso Roth e seguiu apostando no meia Alex como salvador. Porém, nenhum dos dois conseguiu até o momento fazer o milagre necessário. O treinador, aliás, já não esconde a preocupação com elenco que tem em mãos e o conformismo em relação ao desafio que terá daqui para frente, já que serão necessários mais de 50% de aproveitamento para escapar de um rebaixamento.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Com a semana cheia para dedicar aos treinamentos, o foco é montar um time competitivo para encarar Grêmio, em Porto Alegre. Alternativa dentro do grupo, o lateral Norberto foi um dos poucos que tiveram uma atuação elogiada diante do Botafogo e entra na briga pra ser titular, já que a tendência é por novas modificações na busca pela equipe alviverde ideal. "Quem jogar vai dar seu melhor e procurar ajudar a equipe. Ninguém aqui foge da responsabilidade, sabemos que o momento é muito difícil, mas o momento é de trabalhar muito e buscar uma vitória o mais rápido possível", analisou.

Norberto deixou a decisão para o treinador, mas, independentemente da escolha, garante estar pronto para atuar ou apoiar os companheiros, já que neste momento o melhor ambiente possível é necessário para fugir da má fase. "Se acontecer de eu não jogar, vou torcer pelos meus companheiros, mas claro que eu gostaria de jogar. Mas o importante é que o Coritiba entre forte e saia bem nesse momento", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas