Tamanho do texto

Felipe Ximenes desmentiu a informação de que o clube rescindiu o contrato do lateral esquerdo André Santos

O diretor de futebol do Flamengo , Felipe Ximenes, apareceu no Ninho do Urubu na manhã desta terça-feira para comentar a atual fase do clube, que atualmente aparece na lanterna do Campeonato Brasileiro, com sete pontos. O dirigente desmentiu a informação de que o Rubro-Negro rescindiu o contrato do lateral esquerdo André Santos, que garantiu a permanência na Gávea após ter sido agredido por um grupo de torcedores organizados depois da derrota por 4 a 0 para o Internacional, em Porto Alegre, no último domingo.

Confira classificação, notícias, jogos e artilharia do Brasileirão

Felipe Ximenes, diretor executivo do Flamengo
Divulgação
Felipe Ximenes, diretor executivo do Flamengo

"André se apresentou como todos os atletas. O único que não se reapresentou foi o Erazo, já que vamos ter uma reunião com ele e seu representante. Ele pediu para não viajar no sábado e vamos discutir a situação dele. Estamos conversando com todos os atletas e cada decisão diferente da manutenção será comunicada por vocês oficialmente. Penso que é uma atitude de coragem que o André tomou. O clube precisa se posicionar oficialmente. Cabe ao Flamengo como instituição se posicionar oficialmente em relação à atitude que vai tomar", disse Ximenes.

Leia também: Agredido por torcedores do Flamengo, André Santos pede segurança em novas arenas

No treino desta manhã, além do zagueiro Erazo e de André Santos, não foram a campo o zagueiro Chicão, o meia Elano e o atacante Alecsandro, fato que aumentou os boatos sobre a possível dispensa desses jogadores.

"O Alecsandro treinou na academia, participou do jogo. Foram trabalhos específicos. O Chicão foi expulso, diga-se de passagem injustamente, até porque recebeu uma pancada no lance que gerou a expulsão. Ficou na musculação. O Elano também fez um trabalho na musculação e saiu mais cedo", esclareceu.

Além de dizer que o trabalho de Ney Franco está sendo avaliado como o de todos, Felipe Ximenes deu indícios de que mudanças serão feitas, apesar de demonstrar confiança no elenco.

"Sinto um elenco totalmente inconformado com a situação do clube, que é extremamente delicada. O Flamengo já passou por situações parecidas em outras edições, e isso deve servir de aprendizado para tomarmos as medidas necessárias. Não tenho dúvidas de que sairemos, mas tendo clareza na tomada de decisão", disse.

Discussão no vestiário "faz parte do processo"

O dirigente rubro-negro também comentou a cobrança feita aos jogadores após a derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, no último jogo antes da pausa para a Copa do Mundo. Naquela ocasião, Ximenes cobrou os jogadores de forma veemente, dizendo que tinha carta branca da diretoria para fazer mudanças.

"Discussões após um jogo de futebol são bastante comuns em um vestiário. O que não é comum é o vazamento desta conversa. Quem já participou de um vestiário, muitas vezes percebeu que é algo que faz parte do processo", declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas