Tamanho do texto

Depois de quatro jogos sem balançar as redes rivais, time gaúcho bateu o Figueirense na noite de sábado por 1 a 0

O gol de Giuliano na vitória por 1 a 0 sobre o Figueirense , nesse sábado, encerrou jejum de quatro jogos do Grêmio sem balançar as redes pelo Campeonato Brasileiro, mas Enderson Moreira cobra mais. O técnico quer ver seu time trocando passes de forma mais objetiva para não sofrer tanto quanto em Santa Catarina.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Embora tenha aberto o placar aos três minutos de partida, o time gaúcho teve que lidar com a pressão dos donos da casa nos minutos finais. Mesmo com um a mais desde a expulsão de Thiago Heleno aos 18 minutos do segundo tempo, os visitantes chegaram a ver o goleiro adversário Tiago Volpi arriscar cabeçada nos acréscimos.

Giuliano marcou para o Grêmio contra o Figueirense logo no começo do jogo
Petra Mafalda/Mafalda Press/Gazeta Press
Giuliano marcou para o Grêmio contra o Figueirense logo no começo do jogo

"As armas do Figueirense eram essas: buscar a bola parada, cavar faltas. O problema é que ficamos com uma posse que não foi ofensiva. Nunca queremos trabalhar como fizemos. Deveríamos ter a bola nos pés buscando o segundo gol", analisou Enderson.

O treinador contesta a atuação de seu time depois do intervalo. "Controlamos completamente o Figueirense no primeiro tempo, com envolvimento, mas deixamos de jogar na segunda etapa. Poderíamos ter matado o jogo, e o que aconteceu no final foi um sufoco", lamentou.

Críticas à parte, o triunfo coloca o Grêmio na zona de classificação para a Libertadores, ao menos, até o início dos jogos deste domingo. "O mais importante foram os três pontos. A equipe está retomando o ritmo de jogo, com boas opções, e esperamos caminhar com mais uma vitória", indicou Enderson Moreira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.