Tamanho do texto

Time mineiro fez dois gols antes de dez minutos e depois ainda sofreu pressão do Palmeiras

O Cruzeiro fez um primeiro tempo muito bom, mas acabou pressionado pelo Palmeiras na etapa final, o que na avaliação do técnico Marcelo Oliveira é normal em um confronto de duas grandes equipes. O treinador entende que a vantagem de dois gols obtida no começo do jogo foi importante para a Raposa, que conseguiu conduzir bem a partida.

Cruzeiro marca dois gols no começo e derrota o Palmeiras em SP

"Foi um jogo como nós prevíamos, intenso e extremamente difícil. Com a vantagem no início do jogo nós indicamos para um caminho bom. Com a pressão que o Palmeiras tinha, com dois gols na frente era tudo que podíamos querer jogando fora de casa, em um jogo de duas grandes equipes", comentou Oliveira, que afirma que o Cruzeiro permitiu o crescimento do Verdão no jogo.

"No meu modo de ver aconteceu uma combinação de duas coisas. O Palmeiras reagiu, foi para cima, começou a criar problemas, e o Cruzeiro no primeiro tempo com um jogo muito curto perdeu algumas bolas, que geraram cartões amarelos que deram gás ao Palmeiras depois de estar com 2 a 0, em situação favorável", declarou.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

Na etapa final, o Palmeiras exerceu pressão em cima do Cruzeiro, o que obrigou os celestes a recuarem, mas como o contra-ataque não saiu, o jogo acabou ficando complicado para os mineiros. Marcelo Oliveira chegou a citar um certo drama para segurar o resultado.

"No segundo tempo um jogo extremamente pegado. O Cruzeiro não tinha nenhuma intenção de recuar, mas o Palmeiras nos impôs isso. Tínhamos o contra-ataque bem anunciado, mas não aproveitamos bem e ficou um pouco dramático. Méritos do Palmeiras que reagiu e reagiu bem", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas