Tamanho do texto

"Quando a gente joga em Volta Redonda ou Macaé, o adversário se sente à vontade porque sabe que não estamos na nossa casa", disse o atacante tricolor

Apesar de ter ficado satisfeito com a vitória sobre o Santos , neste domingo, no estádio Raulino de Oliveira, o atacante Rafael Sobis disse, em entrevista à Rádio Tupi , que não vê a hora de voltar a jogar no Maracanã, que ainda está cedido à Fifa. O estádio só será reaberto no próximo domingo.

"Quando a gente joga em Volta Redonda ou Macaé, o adversário se sente à vontade porque sabe que não estamos na nossa casa. E o nosso time não leva qualquer vantagem, embora tenha o mando de campo", declarou Sobis.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

Sobis disse que, apesar das dificuldades, a vitória foi muito importante, principalmente porque o Fluminense não vencia há três partidas, e o adversário é um concorrente direto na briga pelas primeiras posições. "O ritmo de jogo ainda não é o ideal, mas essa vitória vai nos dar confiança para o futuro", acrescentou.

O zagueiro Gum exaltou o espírito de luta dos companheiros, mas ressaltou que é preciso corrigir os espaços dados pelos laterais para que o time não seja surpreendido nos próximos jogos do Campeonato Brasileiro.

"Os laterais do Santos criaram muitas dificuldades, e a gente precisa acabar com esses espaços. Se Henrique não tivesse tirado aquela bola na linha do gol (cabeçada de Jorge Eduardo, aos 29 minutos do segundo tempo), certamente a gente não estaria comemorando essa importante vitória", disse Gum.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.