Tamanho do texto

"Tivemos a bola no nosso pé, mas não fizemos as oportunidades que criamos, e eles marcaram na única que tiveram", avaliou o meio-campista Ganso

O São Paulo encontrou muita dificuldade diante do sistema defensivo da Chapecoense e, mesmo assim, ainda teve chances de fazer gols, mas não aproveitou. Depois da derrota por 1 a 0 , na noite deste sábado, os jogadores tricolores lamentaram as oportunidades desperdiçadas.

"Tivemos a bola no nosso pé, mas não fizemos as oportunidades que criamos, e eles marcaram na única que tiveram. Todo mundo ajudou e tivemos chances comigo, com Kardec... Faltou caprichar um pouquinho", lamentou o meia Ganso.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

A melhor chance do jogo para o time da casa apareceu com Alan Kardec, que aproveitou erro da linha de impedimento da Chapecoense e saiu livre diante do gol, mas finalizou fraco e facilitou para o goleiro Danilo. Assim, o atacante também se mostrou decepcionado por não ter sido eficiente.

Ganso em ação na derrota do São Paulo contra a Chapecoense
Site oficial
Ganso em ação na derrota do São Paulo contra a Chapecoense

"Quando você consegue tirar proveito das oportunidades, as histórias mudam. Hoje (sábado), isso não aconteceu, mas temos de continuar trabalhando, com seriedade, para buscar o equilíbrio", comentou.

Além de lamentar os erros na frente, os são-paulinos também deram os méritos ao esquema adotado pela Chapecoense no Morumbi. "A proposta de jogo deles era muito bem feita", reconheceu o goleiro Rogério Ceni.

O volante Souza seguiu o raciocínio do capitão. "Foi mérito deles, que vieram muito fechados, sabíamos que não seria fácil. No jogo passado, o Bahia saiu para o jogo, mas hoje não conseguimos furar a retranca da Chapecoense, que fez um gol", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.