Tamanho do texto

Torcedores do time paulista lembraram os 100 gols do goleiro e a tumultuada saída de Alan Kardec do rival em novas músicas

A primeira partida do São Paulo no estádio do Morumbi depois da Copa do Mundo fez a torcida tricolor aproveitar para homenagear o goleiro Rogério Ceni, adaptando uma música geralmente cantada para exaltar Pelé, e ainda provocar o Palmeiras, por conta da transferência de Alan Kardec.

Logo no início da partida contra a Chapecoense , na noite deste sábado, pelo Campeonato Brasileiro , os são-paulinos ironizaram as reclamações dos rivais contra a saída do atacante. "E ninguém cala esse chororô, chora presidente, chora torcedor, Kardec é tricolor", cantou a principal torcida uniformizada do clube.

Leia mais: Ataque não funciona, e São Paulo perde para Chapecoense no Morumbi

Mais de 43 mil torcedores foram ao Morumbi para acompanhar o confronto entre São Paulo e Chapecoense
Futura Press/Marcos Bezerra
Mais de 43 mil torcedores foram ao Morumbi para acompanhar o confronto entre São Paulo e Chapecoense

A transferência de Kardec para o Morumbi foi tumultuada. Depois de o atacante ter sido contratado pelo Tricolor, que negociou diretamente com o Benfica, então dono de seus direitos, o Palmeiras reclamou bastante, gerando uma troca pública de ofensas entre os presidentes Carlos Miguel Aidar e Paulo Nobre, que não se falam mais. Neste sábado, o atleta disputou seu primeiro jogo no estádio com a camisa são-paulina.

Além de provocar o rival, os tricolores também exaltaram Rogério Ceni na noite deste sábado, adaptando a música "mil gols, mil gols, mil gols, mil gols, mil gols, só Pelé, só Pelé, Maradona cheirador", que a torcida brasileira cantava durante a Copa do Mundo.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias do Campeonato Brasileiro

A versão são-paulina ficou da seguinte forma: "Cem gols, cem gols, cem gols, cem gols, cem gols, do goleiro matador, com a camisa tricolor". A homenagem fazia referência aos números de Ceni, que contabiliza 118 gols na carreira.

No entanto, as provocações e homenagens não tiveram espaço depois do apito final, já que a Chapecoense venceu por 1 a 0 , com gol marcado por Ricardo Conceição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.