Tamanho do texto

Clube perdeu para o Atlético-PR por 2 a 1 na última quarta-feira e, em crise, precisa reverter a situação diante do Internacional

Everton e Alecsandro lamentam chance perdida na derrota do Flamengo para o Atlético-PR
Fernando Soutello/Agif/Gazeta Press
Everton e Alecsandro lamentam chance perdida na derrota do Flamengo para o Atlético-PR

A derrota de 2 a 1 para o Atlético-PR, na noite de quarta-feira, em Macaé, mergulhou o Flamengo em uma crise. Afinal de contas, o time segura a lanterna do Campeonato Brasileiro e não dá muitas demonstrações de que possa mudar a sua realidade em um curto espaço de tempo. Mesmo assim, os jogadores flamenguistas entendem que o momento exige uma reação rápida. Como os pontos perdidos não estavam no planejamento, a ordem é recuperá-los já no duelo deste domingo, às 16h (de Brasília), no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 11ª rodada.

Confira a tabela completa do Brasileirão 2014

"Sabemos o que representou a derrota para o Atlético Paranaense em termos de tabela de classificação, pois a gente esperava ganhar este jogo para começar a sair da área de rebaixamento. Não conseguimos atingir o nosso objetivo. Mas agora não podemos abaixar a nossa cabeça e simplesmente achar que não vamos ganhar como visitantes. Precisamos recuperar os pontos perdidos no Rio de Janeiro e temos que acreditar que podemos vencer o Internacional, mesmo reconhecendo as qualidades do adversário", disse o zagueiro Chicão.

O meia Everton é mais um que espera uma resposta rápida do time, já nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro.

"Depois do que aconteceu contra o Atlético-PR, a partida contra o Internacional se tornou a primeira possibilidade de recuperarmos como visitantes os pontos que perdemos no Rio de Janeiro. Lógico que não vai ser nada fácil este jogo no Rio Grande do Sul, o Internacional tem um grande time e é ainda mais forte jogando em seu campo e com o apoio de seus torcedores. Mas o Flamengo tem condições de jogar de igual para igual e buscar o resultado dentro de campo. Acredito em um bom desempenho de nosso time", afirmou o apoiador.

O volante Luiz Antonio, que entrou no segundo tempo do duelo contra os paranaenses e melhorou o volume de jogo dos cariocas, admite que o momento é muito complicado, mas recusa jogar a toalha.

"Não está fácil sair desta má fase, e trabalho não tem faltado. Estamos nos empenhando bastante, lutando os noventa minutos, mas as coisas não estão acontecendo. Porém, temos consciência de que um bom resultado em um jogo considerado complicado, como esse contra o Internacional, pode mudar a nossa realidade no Campeonato Brasileiro, e é por isso que vamos brigar muito pela vitória. Temos a chance de ganhar moral e recuperar os pontos perdidos contra o Atlético Paranaense", analisou o volante.

Em termos de escalação, o zagueiro Samir, com estiramento muscular na coxa esquerda, foi vetado e fica fora. O equatoriano Frickson Erazo é a opção mais provável se o treinador quiser manter o esquema com três zagueiros. Desistindo, o volante Luiz Antonio ganharia uma oportunidade. Após levar uma pancada no tornozelo direito no jogo contra o Furacão, o atacante Paulinho também pode ser desfalque. Neste caso, o meia argentino Lucas Mugni é o mais cotado para o posto.

O Flamengo ainda luta para regularizar a documentação do volante argentino Héctor Canteros, ex-Vélez Sarsfield. Caso tenha sucesso, o clube poderá relacionar o jogador, que deverá iniciar o confronto entre os reservas. O elenco participa de um treino na manhã deste sábado, e depois a delegação embarca para Porto Alegre.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas