Tamanho do texto

Na primeira partida da decisão da Recopa, meia foi substituído no intervalo e o time melhorou. Insatisfeito, jogador não acompanhou o segundo tempo ao lado dos reservas

Ronaldinho Gaúcho, meia do Atlético-MG
AP
Ronaldinho Gaúcho, meia do Atlético-MG

Jogador de maior destaque do Atlético-MG,  Ronaldinho Gaúcho não vive um bom momento no clube. No jogo da última quarta-feira, ante o Lanús, na Argentina, pela decisão da Recopa, o meia foi substituído no intervalo e o time melhorou no jogo, conquistando a vitória fora de casa. E o técnico Levir Culpi não esconde que está preocupado com o futebol de Ronaldinho.

"Fico analisando tudo o que acontece e eu concordo com o que foi falado até aqui. A atuação do jogador, seus números o mantêm como titular. É o mesmo que ocorre com os técnicos. Se eu perder cinco ou seis jogos, normalmente perco o emprego. Os jogadores vivem a mesma situação, pois têm de estar bem para continuar jogando", disse.

Aos ser substituindo na Argentina, Ronaldinho teria ficado insatisfeito e, por isso, não acompanhou o segundo tempo com os companheiros no banco de reservas. O treinador diz entender a situação do jogador, e explica que é natural o atleta não gostar de sair do jogo mais cedo.

"Ninguém gosta de ficar fora de uma partida final, mas não somos apenas 11 jogadores. Somos um grupo forte. Todos têm de entender. Se não entenderem, sairão do mesmo jeito", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas