Tamanho do texto

Goleiro acabou falhando nos dois gols do Bragantino na vitória do América-RN por 4 a 2

Apesar das falhas do goleiro Fernando Henrique nos dois gols do Bragantino, na última terça-feira, na vitória do América-RN por 4 a 2, o técnico Oliveira Canindé fez questão de valorizar o seu goleiro titular e afastar qualquer possibilidade de trocar o camisa 1.

"Fiquei em uma situação complicada. Tiro o Fernando e vou mostrar para todo mundo que não confio nele? E se o Dida se machuca, vou correr para onde? Não posso demonstrar para o grupo que não confio em um jogador importante e com toda a bagagem. Eu não gosto de revezamento. O Dida é um excelente goleiro, mas o Andrey está se condicionando e como é que fica? Vou revezar um goleiro por jogo? Vai jogar quem estiver melhor", garantiu.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Série B do Brasileiro

O próprio Fernando Henrique assumiu os erros e a necessidade de maior concentração durante as partidas. Porém, minimizou as falhas e destacou sua experiência.

"A gente é experiente e sabe que a torcida quer uma muralha, mas, às vezes, a gente falha, como todo ser humano. Tenho apoio de todos os jogadores, da diretoria, e já estou calejado. Sou campeão de todos os campeonatos do Brasil. Então, só tem que concentrar mais um pouquinho no jogo que eu posso dar o melhor de mim", afirmou.

O América-RN volta a campo neste sábado, contra o Vasco, às 21h (de Brasília), em São Januário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.