Tamanho do texto

Camisa 10 da equipe catarinense fez dois gols e ainda cruzou para o terceiro. Cariocas tentaram reagir, mas marcaram dois gols tarde e não conseguiram sair com ao menos um empate

Na noite desta quarta-feira, o Criciúma surpreendeu e superou o favorito Fluminense , no Heriberto Hulse, pelo placar de 3 a 2. O grande destaque do triunfo catarinense foi o veterano camisa 10 Paulo Baier, responsável por dois gols - um deles convertendo um pênalti polêmico - e uma assistência, para o volante Serginho. Conca e Matheus Carvalho, no fim da segunda etapa, foram às redes a favor dos cariocas.

Paulo Baier comemora um de seus gols na vitória diante do Fluminense
Fernando Remor/AGP/Gazeta Press
Paulo Baier comemora um de seus gols na vitória diante do Fluminense

Com o resultado positivo, o Criciúma chega aos 11 pontos e segue no setor intermediário da classificação. Por sua vez, o Fluminense, estacionado nos 16 somados, corre o risco de sair do grupo de acesso com o término da rodada.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

O próximo compromisso do clube carvoeiro será neste domingo, às 18h30, diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada. Por sua vez, a equipe das Laranjeiras volta a campo no mesmo dia e horário, contra o Santos, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

O jogo

Atuando em seus domínios, o Criciúma criou a primeira boa oportunidade de gol. Em cruzamento na área carioca, Bruno tentou cortar e deixou a bola viva. Bem posicionado, Silvinho esboçou uma finalização de primeira, mas acabou furando. No minuto seguinte, Bruno Cortez escapou pela ponta esquerda, invadiu a área e reclamou de pênalti cometido por Rafael Sobis. Porém, o árbitro Rodrigo Batista Raposo mandou seguir.

Com 19 jogados, o Criciúma voltou a pressionar. Rafael Costa recebeu na intermediária e acionou Paulo Baier com um belo passe. O veterano camisa 10 invadiu a área e cruzou rasteiro, procurando o centroavante Bruno Lopes, mas não colocou força na bola e facilitou a chegada de Gum, que atrapalhou a conclusão do atacante. A resposta do Fluminense veio no minuto seguinte: em cruzamento de Carlinhos, Cícero cabeceou firme, mas Escudero chegou antes do goleiro Luiz e colocou a bola em escanteio.

Quando o relógio apontou a marca dos 38 minutos, o Criciúma teve um pênalti polêmico marcado a seu favor. Acionado por Rafael Costa, Paulo Baier invadiu a área e, ao tentar escapar de Henrique, tropeçou na própria perna. O árbitro marcou a infração sem titubear e o camisa 10 finalizou forte, no meio do gol. Diego Cavalieri ainda encostou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

No final do tempo inicial, o time carioca teve a chance de empatar. Em falha do setor defensivo, o lateral Carlinhos recebeu com liberdade na área. Porém, cara a cara com Luiz, finalizou por cima do travessão.

O Fluminense voltou do intervalo com o veloz Matheus Carvalho no lugar do centroavante Walter. Porém, a alteração não surtiu efeito. A equipe de Cristóvão Borges continuava cedendo espaços pelo meio-campo e acabou sofrendo o segundo gol aos 13 minutos. Paulo Baier recebeu de Bruno Lopes com liberdade na área e chutou firme, mas viu Diego Cavalieri defender. No rebote, o centroavante finalizou e parou em nova intervenção do goleiro. Porém, em outra sobra, o camisa 10 não desperdiçou e balançou as redes pela segunda vez. Combalido, o Fluminense trocou Cícero, que atuou como volante ao lado de Jean, pelo meia-atacante Kenedy. Porém, poucos minutos após a troca, a equipe da casa voltou às redes. Aproveitando precisa cobrança de falta executada por Paulo Baier, no setor direito, Serginho penetrou com liberdade na área e testou firme, no canto esquerdo de Diego Cavalieri, que nada pôde fazer.

Porém, quando o Criciúma já se acomodava com o resultado, o Fluminense diminuiu. Acionado com liberdade na área, Conca girou sobre a marcação de Escudero e concluiu com calma e precisão, no canto direito de Luiz. O tento deu sobrevida aos visitantes, que marcaram o segundo no ataque seguinte. Em cruzamento de primeira executado por Bruno, na ponta direita, Matheus Carvalho subiu com liberdade e testou no ângulo, sem dar chances para o adversário. Porém, nos tensos minutos finais, a equipe de Wagner Lopes soube se fechar para garantir os valiosos três pontos.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 3x2 FLUMINENSE

Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma-SC
Data: 16 de julho de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo-DF
Assistentes: Marrubson Melo Freitas-DF e José Reinaldo do Nascimento Júnior-DF

Cartões amarelos: Eduardo e Escudero (Criciúma-SC); Carlinhos e Rafael Sobis (Fluminense-RJ)

GOLS:
CRICIÚMA: Paulo Baier (aos 39’ do 1T e aos 13’ do 2T) e Serginho (aos 21’ do 2T)
FLUMINENSE: Conca (aos 38’ do 2T) e Matheus Carvalho (aos 39’ do 2T)

CRICIÚMA: Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Bruno Cortez; Serginho, João Vítor, Paulo Baier (Martinez) e Rafael Costa (Eduardo); Silvinho e Bruno Lopes (Cristiano)
Técnico: Wagner Lopes

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Henrique e Carlinhos; Jean, Cícero (Kenedy), Wagner e Conca; Rafael Sobis e Walter (Matheus Carvalho)
Técnico: Cristóvão Borges

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.