Tamanho do texto

Com gols marcados no segundo tempo, mineiros venceram por 3 a 1 e chegaram a 22 pontos na competição

Manoel e Alemão disputam a bola pelo alto na partida entre Cruzeiro e Vitória
Washington Alves/Getty Images
Manoel e Alemão disputam a bola pelo alto na partida entre Cruzeiro e Vitória

O retorno do Cruzeiro ao Mineirão após a realização da Copa do Mundo foi positivo. Mesmo sem ter uma atuação brilhante, dominou o jogo contra o Vitória e venceu por 3 a 1, mantendo a liderança do Brasileiro. O duelo desta quinta-feira só foi decidido no segundo tempo, quando os mineiros conseguiram furar o bloqueio defensivo dos baianos.

O primeiro gol do jogo saiu de um erro bisonho do zagueiro Alemão, que tentou cortar uma bola levantada para a área do Vitória e marcou contra o patrimônio. Ricardo Goulart e Everton Ribeiro anotaram os outros gols da Raposa. Ayrton marcou o tento de honra dos baianos. Com o resultado, o Cruzeiro chega aos 22 pontos e mantém a ponta do Campeonato Brasileiro de forma isolada.

Veja como ficou a classificação do Campeonato Brasileiro

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro vai visitar o Palmeiras no próximo domingo. Já o Vitória jogará no mesmo dia, medindo força contra o Corinthians, no estádio do Barradão, em Salvador.

O jogo

Jogando no Mineirão, o Cruzeiro tradicionalmente costuma sufocar os adversários, e diante do Vitória, a história não foi diferente. Os baianos até apresentaram uma proposta inicial de jogo ofensiva, mas foram obrigados a recuar as linhas de marcação já que a Raposa controlou melhor o setor de meio-campo.

Além das trocas de passes em velocidade, as jogadas de bola parada também foram uma das armas do Cruzeiro. Logo aos cinco minutos Everton Ribeiro cobrou escanteio na cabeça de Marcelo Moreno, que desviou de forma consciente, obrigando o goleiro Wilson a fazer grande defesa evitando a abertura dos trabalhos no Gigante da Pampulha.

Dominando as ações, a Raposa criou várias oportunidades de balançar as redes, animando a torcida cruzeirense. Aos 13, Marquinhos cruzou da direita na cabeça de Marcelo Moreno, que desviou para o gol, mas errou o alvo por pouco, dando mostras que o gol celeste estava amadurecendo. Sem conseguir encaixar um bom contra-ataque, os visitantes se limitaram a defender.

Após os 20 minutos, o Cruzeiro diminuiu um pouco o ritmo intenso, e como o Vitória estava muito fechado, marcando atrás do meio-campo, os celestes passaram a ter paciência para trocar passes, esperando o momento certo para definir a jogada. Com pouco trabalho defensivo, a Raposa relaxou e acabou cometendo erros que permitiram duas chances de gol para os baianos.

Depois de tomar um susto, os donos da casa voltaram a ficar ligados na partida, e aos 35, Ceará cruzou da direita e o volante Lucas Silva pegou de primeira, mas a bola explodiu no zagueiro rubro-negro e não entrou. Apesar da insistência cruzeirense, a primeira etapa não teve alteração de placar.

Na volta para o segundo tempo o Cruzeiro continuou com o controle do confronto, mas o time de Marcelo Oliveira errou vários passes interrompendo as jogadas ofensivas. Percebendo a instabilidade celeste, os baianos passaram a chegar ao campo de ataque com mais frequência, mas exigindo pouco do goleiro Fábio.

Como a Raposa demorou para acertar o posicionamento, o treinador cruzeirense decidiu mudar o time, sacando o estreante Marquinhos para a entrada de Dagoberto, dando mais velocidade para a equipe. Logo após a alteração, o gol do Cruzeiro saiu. Aos 16, Everton Ribeiro cobrou falta levantada para a área, o zagueiro Alemão errou bisonhamente e mandou contra o patrimônio, abrindo o placar para os mineiros.

O gol deu mais confiança para o Cruzeiro, que aos 25 ampliou a contagem com Ricardo Goulart, que aproveitou mais uma falha da defesa do Vitória, e de cabeça mandou para as redes, enlouquecendo a torcida no Mineirão. Não demorou muito para o armador Everton Ribeiro aparecer no jogo e marcar o terceiro gol da Raposa. Nem mesmo o gol de honra do Vitória, aos 46, em cobrança de falta de Ayrton atrapalhou a festa mineira.

FICHA TÉCNICA -  CRUZEIRO 3 X 1 VITÓRIA
Local:
Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de julho de 2014, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Rodrigo F Henrique Corrêa (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Cartões amarelos: (Vitória) Richarlyson, Alemão, José Welison

Gols
Cruzeiro:
Alemão, contra, aos 16, Ricardo Goulart aos 25 e Everton ribeiro, aos 30 minutos do segundo tempo
Vitória: Ayrton, aos 46 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Manoel, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Everton Ribeiro (Tinga) e Ricardo Goulart; Marquinhos (Dagoberto) e Marcelo Moreno (Júlio Baptista)
Técnico: Marcelo Oliveira

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Kadu, Alemão e Tarracha; Adriano, Josa, Richarlyson (Vander) e José Welison; Caio (Willie) e Dinei
Técnico: Jorginho

* Com Gazeta

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.