Tamanho do texto

Técnico Oswaldo de Oliveira terá que quebrar a cabeça para montar a equipe, que tem no sistema defensivo o setor mais preocupante

Jogadores em treino do Santos
Ricardo Saibun
Jogadores em treino do Santos

Para o clássico das 19h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira contra o Palmeiras , na Vila Belmiro, em duelo válido pela 10ª rodada do Brasileirão e que marca a volta da competição após o Mundial de seleções, o Santos terá nada menos do que nove desfalques. E o sistema defensivo continua sendo o setor mais preocupante.

Cicinho está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e não joga, mas pelo menos já estará à disposição para a próxima partida, domingo, diante do Fluminense no Rio. O capitão Edu Dracena e o jovem zagueiro Gustavo Henrique já foram liberados pelo departamento médico após passarem por cirurgias no joelho no início do ano, mas ainda fazem trabalho de transição e seguem fora. Os dois formavam a dupla de zaga titular até o acontecimento das lesões.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Jubal e Neto, que ganharam muitas oportunidades em função do afastamento de Edu e Gustavo, no momento também estão fora de condições e realizando o mesmo trabalho de transição. Jubal sofreu um estiramento nos ligamentos do joelho esquerdo durante os treinos da intertemporada e Neto teve uma lombalgia.

Partindo para o meio de campo, Alan Santos é o nome da vez. O volante, que é visto como uma aposta de futuro promissor pelos santistas, estava com uma tendinite no tornozelo direito e talvez volte a ser relacionado contra o Fluminense, no próximo domingo. No ataque, Oswaldo de Oliveira não pode contar com Leandro Damião, Thiago Ribeiro e Patito Rodriguez para o clássico contra o rival.

Damião, após um primeiro semestre terrível, com poucos gols, perda da titularidade e, por fim, uma pubeíte (inflamação no púbis), acabou torcendo o tornozelo esquerdo no jogo-treino do último sábado, no CT Rei Pelé, e ainda não tem previsão de volta. O jogador chegou inclusive a postar uma foto em uma rede social que mostra seu pé imobilizado. Entretanto, a informação oficial é de que o atacante volta a treinar nesta quarta-feira.

Além dele, Thiago Ribeiro trabalha para ter condições de jogo após tratar um estiramento ligamentar, sem ruptura, no joelho esquerdo. A lesão ocorreu em maio e já foi sanada. Para finalizar e somar o nono desfalque para o confronto desta quinta-feira, o argentino Patito Rodriguez voltou da Argentina machucado e também não está à disposição do treinador. Patito chegou do Estudiantes, após ser emprestado, com um entorse no tornozelo direito.

Vale destacar que o zagueiro Bruno Uvini chegou a sentir um incômodo na coxa direita esta semana, sendo inclusive poupado de algumas atividades, mas deve ir para o jogo e formar dupla de zaga com David Bráz. O lateral direito Victor Ferraz e o volante Souza, reforços da equipe para este segundo semestre, também podem ser utilizados por Oswaldo de Oliveira.

O Santos é o décimo colocado na tabela de classificação, com 14 pontos, um a mais que seu rival desta quinta-feira. Por isso o clássico da Vila Belmiro é tão importante para o time, tanto em termos de pontuação, quanto de moral e tranquilidade para trabalhar, fatos que sempre acontecem após uma vitória em um clássico, principalmente diante de seu torcedor e com tantos problemas no elenco.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.