Tamanho do texto

Jogador ainda está pedindo dinheiro dobrado ao clube por ter atuado em fins de semana e feriados

Ídolo no Goiás , Araújo deixou o clube ao fim de seu contrato em 30 de maio deste ano e, agora, ressurgiu surpreendendo a todos. O jogador acionou o clube na justiça para acertar pendências judiciais e pediu até adicional noturno, por ter entrado em campo à noite, e dinheiro dobrado por ter atuado em fins de semana e feriados.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

João Vicente, advogado do Goiás, afirmou que a equipe foi noticiada na última sexta-feira sobre a ação movida pelo jogador. Segundo ele, o profissional que atende Araújo não definiu um valor líquido, mas gira em torno de R$ 500 mil. João se mostrou surpreso por alguns pedidos feito pelo atleta, considerados incomum para um jogador de futebol.

"É um pouco complexa, tem vários pontos. Ele alega que não foram pagas as verbas rescisórias e pede algumas coisas, até dano moral por conta de atrasos de salário, entre outros pontos. É bem extensa a peça, tem uma questão também de luvas. Eu já tinha ouvido que Araújo entraria com uma ação contra nós, mas não acreditei. De qualquer forma, tenho que deixar meu lado torcedor e trabalhar bem para o que for justo ser decidido", disse ao Portal 730.

O jogador deixou o Goiás em 30 de maio, quando teve encerrado seu contrato e, inclusive, ganhou do clube uma homenagem: uma camisa moldurada com o número 145, em referência ao número de gols marcados pelo atacante. Ao todo, foram 391 jogos com a camisa do Goiás.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.