Tamanho do texto

Metalist quer 4 milhões de euros para liberar o atleta em definitivo, valor que a cúpula do clube mineiro não aceita pagar

Willian em ação pelo Cruzeiro
DENIS DIAS/Gazeta Press
Willian em ação pelo Cruzeiro

O impasse sobre a permanência do atacante Willian no Cruzeiro ainda não teve um fim, mas o contrato do jogador sim. O vínculo do atleta com o clube se encerrou nesta segunda-feira, e a diretoria ainda não chegou a um acordo com o Metalist.

Os ucranianos emprestaram o atacante e pedem 4 milhões de euros para liberá-lo em definitivo, valor que a cúpula do Cruzeiro não aceita pagar. Os mineiros teriam feito uma contraproposta com valores mais baixos, mas que ainda não foi aceita.

Diante da situação, Willian ainda não sabe se continua jogando o Brasileiro pelo Cruzeiro, se acerta com outro time do Brasil ou se volta para Ucrânia. Nesta segunda-feira, o atacante treinou normalmente na Toca da Raposa e tem deixado seus representantes resolverem a situação. Mesmo com futuro incerto, Willian seguiu com o time para os EUA e fez a intertemporada normalmente.

A situação que parecia encaminhada para uma permanência tende a terminar com o jogador deixando o Cruzeiro. Na parada para a Copa do Mundo, o clube acertou a contratação de Marquinhos e Neílton, que podem fazer a função de Willian em campo. Mesmo que fique em Belo Horizonte, o atacante já está fora do jogo de quinta-feira contra o Vitória já que não teria tempo para inscrição na CBF.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas