Tamanho do texto

Técnico da equipe carioca gostou do período de atividades do grupo e do rendimento nos amistosos durante a pausa da Copa

Após comandar uma rotina de treinos intensivos durante três semanas visando o reinício da Série A do Campeonato Brasileiro , Cristóvão Borges se mostrou otimista com o aproveitamento do Fluminense , sobretudo após as vitórias sobre Madureira, Boa Vista e Friburguense, em jogos-treino disputados durante a pausa para Copa. Avaliando a intertemporada de preparação, Cristóvão crê que "os jogadores aproveitaram bem o tempo que tiveram".

Há mais de um mês sem jogar uma partida oficial, o Fluminense, ocupando a vice-liderança da tabela, vai a Santa Catarina para enfrentar o Criciúma, na quarta-feira. Apesar de confiar na qualidade da equipe, o técnico teme que a falta de ritmo de jogo atrapalhe o desempenho do coletivo.

"Definimos uma maneira de atuar e os jogadores já conhecem. Mas perdemos um pouco de ritmo com a parada e isso só se readquire jogando. Acreditamos que o time está pronto para fazer uma boa partida", disse o treinador.

Além dos três jogos-treino disputados durante a pausa do campeonato, o time carioca também realizou um amistoso contra a Itália, em Volta Redonda, antes do início do Mundial, quando perdeu por 5 a 3. Nesse meio tempo de preparação, a comissão técnica da equipe preferiu evitar os amistosos para ajustar o grupo internamente. "Trabalhamos mais e diminuímos o número de amistosos, para dar mais resistência à equipe na sequência da preparação", explicou o comandante.

Levando em consideração os treinamentos e as equipes escaladas durante os jogos-treino, ficou claro a intenção por parte de Cristóvão de manter a base da equipe sempre que for possível, buscando aumentar o entrosamento gradativamente. Entretanto, o elenco tricolor tem problemas para a reestreia no Brasileiro.

Diguinho, com problemas no tornozelo direito e Walter, que foi submetido a uma cirurgia dentária, são dúvidas para a partida em Santa Catarina. Ao ser perguntado sobre a escalação, o treinador não deu pistas de suas intenções. "Para quarta-feira, o Diguinho tem uma situação mais difícil, enquanto o Walter tem uma possibilidade. Mas só vou decidir na segunda-feira quem eu levarei para Criciúma", falou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.