Tamanho do texto

"Levamos a sério cada atividade neste período, porque nunca duvidamos que isso vai fazer a diferença mais à frente'', ressaltou Pedro Ken. Clube é só o 10º colocado da competição

Kleber Gladiador participa de jogo-treino do Vasco contra o Atibaia
Marcelo Sadio/Vasco
Kleber Gladiador participa de jogo-treino do Vasco contra o Atibaia

Na tarde de quarta-feira o Vasco derrotou o Guarani por 2 a 1 em jogo-treino. Antes disso, no fim de semana, o time tinha vencido o Atibaia por 2 a 0. As atividades foram os pontos altos do período de dez dias na cidade paulista, que chegará ao término no fim de semana, e o tempo longe do Rio de Janeiro foi considerado positivo pelo técnico Adilson Batista e pelos jogadores, que entendem que o recesso da Série B do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa do Mundo pode fazer muito bem ao time.

"O nosso time trabalhou com muita seriedade ao longo de todo esse período. Nos jogos-treino procuramos dar o máximo, pois sabemos que eles estavam simulando situações que vamos encontrar dentro de campo. Levamos muito a sério cada atividade neste período, porque nunca duvidamos que isso vai fazer a diferença mais à frente. O Vasco tem um elenco de muita qualidade, enfrentou muitos problemas no primeiro semestre, mas sempre esteve de pé e tenho convicção de que os próximos meses serão muito bons", disse o volante Pedro Ken.

O lateral esquerdo Diego Renan concorda: "Nós trabalhamos com muita seriedade e tenho certeza de que vamos conseguir colher bem os frutos do nosso trabalho. Ao longo dos treinos a dedicação foi visível em cada jogador e o Adilson soube aproveitar esse tempo da melhor maneira possível. A minha expectativa é a de um segundo semestre bem melhor do que o primeiro. Acredito que vamos conseguir atingir nossos objetivos", afirmou Diego Renan.

Após o jogo-treino contra o Guarani, Adilson Batista não escondeu a satisfação com o desempenho do time. Para ele, o time vai se preparando bem para o retorno das competições.

"Prevaleceu a posse de bola, a imposição. Criamos situações de gols e demos velocidades ao jogo. Fomos exigidos e foi bem acirrado a partida, bem competitivo. Como também foi o outro contra o Atibaia. A gente se impôs e foi importante para que os atletas se conheçam mais. O Dakson, o Thalles e o Kléber também", afirmou o treinador.

O clube carioca volta a jogar pela Série B do do Brasileirão na próxima terça-feira, às 21h50 (horário de Brasília), quando enfrenta o Santa Cruz na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), pela 11ª rodada. Para este compromisso o técnico ainda não sabe se poderá contar com o zagueiro Rodrigo, que deixou a atividade diante do Guarani reclamado de dores por conta de uma tendinite no joelho direito. O atacante Edmilson, que deixou a atividade com dores no tornozelo esquerdo, não chega a preocupar e estará à disposição. O lateral esquerdo Henrique, com uma fratura na clavícula, e o atacante Rafael Silva, com lesão na perna direita, estão descartados para este duelo. Caso Rodrigo seja vetado, Douglas Silva deverá assumir a condição de titular. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.