Tamanho do texto

Recuperado de lesão, atacante se movimentou bastante em atividade; no entanto, junto com Kaká, será desfalque do clube na volta do Brasileirão

Luis Fabiano participa de treino na manhã desta sexta-feira
SÃO PAULO/DIVULGAÇÃO/SITE OFICIAL
Luis Fabiano participa de treino na manhã desta sexta-feira

No dia seguinte à vitória sobre o Nacional em jogo-treino, o elenco do São Paulo voltou a trabalhar na manhã desta sexta-feira. Em aprimoramento dos fundamentos , o técnico Muricy Ramalho dividiu o elenco para uma atividade de dois toques em campo reduzido. A novidade foi a presença de Luís Fabiano, que não participou do compromisso da última quinta.

Tabelando em toques curtos, o atacante participou bem, com bastante movimentação. Por provavelmente ficar de fora do próximo jogo oficial do time, o centroavante fez parte da equipe com colete, fazendo companhia a Alexandre Pato e Kaká entre os reservas. Este último também não deve jogar na volta do Brasileirão.

''Para este jogo eles não têm chance", afirma o técnico Muricy Ramalho, confirmando os desfalques e analisando cada caso particularmente. "É o primeiro treino que o Luís faz com bola, hoje. Estamos cuidando principalmente da parte muscular dele, que é um pouco perigosa. Ele está voltando agora com a bola e vamos ter que tomar cuidado com ele. Nesse primeiro, com certeza ele não joga", torna a dizer. O camisa 9 passa por últimas etapas de tratamento para recuperar-se de lesão muscular na coxa.

A situação de Kaká é diferente. Como o meio-campista está acostumado a atuar na Europa, teoricamente só voltaria a jogar em agosto pelo Milan. Mas o retorno ao futebol brasileiro obriga o camisa 8 a acelerar sua "pré-temporada particular". "Estamos tomando muito cuidado com a parte física do Kaká. Hoje todo mundo cuida muito da parte muscular, que é o mais importante. Ainda mais no Campeonato Brasileiro, que você joga toda hora e tem muita viagem", lembra Muricy, elogiando ainda o empenho do reforço em sua volta. "Ele está treinando muito duro. Facilita porque ele é um profissional diferenciado, que sabe o que quer, sabe onde pode chegar em termos físicos. Tive uma conversa com ele quanto a isso, que quando ele entrar tem que estar 100% fisicamente", diz o treinador, optando por usar o craque apenas quando tiver plenas condições.

Muricy ainda argumenta que as situações do meia deve melhorar exponencialmente nos próximos dias. "Cara assim, diferenciado e que se prepara, corta caminho. Além de levar muito a sério o que está fazendo, eles fazem um pouco a mais, e aí podem encurtar o caminho. Então nós vamos sentir como ele está", planeja o técnico são-paulino, esfregando as mãos para ter Kaká à disposição o quanto antes. "A gente percebe que, neste pouco tempo, ele já começa a mostrar diferença. Hoje gostei bastante, se movimentou muito forte", conluiu.

Destaques do treino

Usando metade do campo, os atletas tinham missão de manter a posse de bola o maior tempo possível. Formadas por 11 jogadores de linha cada, as duas equipes alternaram bons e maus momentos, enquanto os goleiros fizeram exercícios específicos em um campo próximo. Por atuar em todo o jogo-treino da última quinta, o lateral Álvaro Pereira treinou à parte.

Os destaques foram Antônio Carlos e Rodrigo Caio, que entre os titulares foram os que melhor fizeram a bola rodar. Após cerca de 30 minutos de atividade, Muricy diminuiu ainda mais o espaço e congestionou a atividade, permitindo gols apenas dentro da pequena área. Trabalhando pressão na saída de bola, o treinador cobrou combatividade e aplaudiu alguns lances de maior intensidade.

Logo após o final da atividade, alguns jogadores fizeram abdominais ainda no gramado, enquanto outros treinaram finalizações nos goleiros do elenco. O segundo grupo, que entre outros jogadores contava com Osvaldo e Alan Kardec, não teve bom aproveitamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas