Tamanho do texto

Venda de atacante chileno só fica atrás da de Luis Figo, na época vendido ao Real Madrid, como a maior da história do Barcelona

Alexis Sánchez posa com a camisa do Arsenal
ARSENAL/ DIVULGAÇÃO
Alexis Sánchez posa com a camisa do Arsenal

Técnico do Arsenal há 18 anos, o francês Arséne Wenger já demonstrou satisfação com o novo reforço do clube para a temporada 2014/2015. Em sua conta nas redes sociais, o comandante disse que o chileno Alexis Sánchez é "um jogador fantástico".

Contratado por cerca de 30 milhões de libras, segundo o jornal britânico The Telegraph , o atacante jogou bem na Copa do Mundo e marcou dois gols, um deles contra o Brasil nas oitavas de final. Empolgado com a atuação do jogador, Wenger está "encantado" em poder contar com ele no elenco do time londrino.

"Como muitas pessoas viram durante o Mundial deste verão (europeu), Alexis é um jogador de futebol fantástico e estamos encantados de que se junte a nós, no Arsenal FC", comemorou o estrategista. O treinador ainda afirmou que o chileno vai "trazer potência, criatividade e muita qualidade ao nosso elenco", e declarou que o atleta chega ao Emirates Stadium "dentro de algumas semanas".

Segunda maior venda dos catalães

A venda de Alexis Sánchez aos ingleses é a segunda maior da história do Barcelona, perdendo somente para a do português Luis Figo ao Real Madrid, por 60 milhões de euros, na temporada 2000/2001. Cesc Fábregas, vendido por 36 milhões de euros ao Chelsea (ING), é o terceiro colocado, e Ronaldo é quem figura na quarta posição. Em 1997/1998, a Inter de Milão precisou desembolsar 25,7 milhões de euros para tirá-lo da equipe catalã. O craque Sueco Ibrahimovic completa o "Top Five" ao ser comprado pelo Milan, em 2011, por 24 milhões de euros.

* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.