Tamanho do texto

Um dos destaques do jogo, o meia Alisson deixou o gramado no fim da etapa inicial após receber falta dura e virou motivo de preocupação para os mineiros

Alisson em lance do amistoso do Cruzeiro contra o Tigres (MEX)
Site Oficial do Cruzeiro/reprodução
Alisson em lance do amistoso do Cruzeiro contra o Tigres (MEX)

Não foi fácil como nos outros amistosos, mas o Cruzeiro mostrou força e venceu os mexicanos do Tigres por 2 a 0, em jogo realizado nesta quinta-feira, no estádio BBVA Compass, em Houston. A partida foi a quarta da equipe na intertemporada que é realizada nos Estados Unidos durante a Copa do Mundo do Brasil. Os gols da vitória foram anotados pelo meia-atacante Ricardo Goulart garantindo a invencibilidade mineira nos EUA.

Diferentemente do jogo da última sexta-feira, contra os também mexicanos do América, o Cruzeiro não encontrou tantas facilidades para jogar. Os espaços para o time apareceram, mas em menor quantidade em relação aos outros amistosos, o que não os impediu levar perigo em vários momentos.

O Tigres, no entanto, apresentou linhas de marcação bem postadas e um ataque rápido, gerando um jogo equilibrado, no teste mais difícil dos cruzeirenses na intertemporada nos Estados Unidos. A melhor chance do clube brasileiro no primeiro tempo saiu dos pés do meia-atacante Alisson, que na cara do goleiro mexicano tentou um toque por cobertura, mas Matute fez grande defesa.

Destaque do primeiro tempo, o meia foi o jogador mais perigoso da equipe brasileira, mostrando ao técnico Marcelo Oliveira que quer um lugar definitivo no time titular. Cansado em campo, Alisson deixou o gramado no fim da etapa inicial após receber uma falta dura. A contusão é preocupante, e o atleta terá que ser reexaminado pelos médicos do Cruzeiro.

Leia mais: Luan deixa o Cruzeiro e acerta com o Al Sharjah, dos Emirados Árabes

Na volta para o segundo tempo o goleiro Fábio, que vinha trabalhando pouco nos amistosos foi obrigado a salvar a equipe por duas vezes seguidas. Marco Ruben finalizou na primeira, o coleiro defendeu, e no rebote ele ainda saltou com os pés para evitar o gol de Burbano.

 O bom futebol do atual campeão brasileiro só apareceu aos 25 minutos, quando Everton Ribeiro lançou Ricardo Goulart, que mostrou calma para tocar na saída do goleiro mexicano, abrindo o placar. O time mexicano pressionou na parte final do jogo, mas não conseguiu chegar no tento da igualdade, e ainda voltou a ser vazado novamente com Ricardo Goulart, dessa vez, desviando cobrança de escanteio.

* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.