Tamanho do texto

Jogadores se recusaram a viajar para João Pessoa depois de não conseguirem um acordo com a diretoria do clube, que deve dois meses de direito de imagem e salários

O amistoso do Botafogo com seu homônimo paraibano, marcado para esta quinta-feira, em João Pessoa-PB, não vai mais ocorrer. O elenco exigiu o pagamento de, pelo menos, dois meses de direito de imagem por parte da diretoria. Como não houve acerto, os jogadores decidiram não viajar para o nordeste.

Elenco do Botafogo resolveu não viajar por conta da falta de pagamentos
Reginaldo Castro/Gazeta Press
Elenco do Botafogo resolveu não viajar por conta da falta de pagamentos

Nos últimos meses, os mandatários arcaram com o salário referente ao mês de abril, na CLT. Porém, ainda não acertaram as pendências de maio. Em recente entrevista coletiva, o experiente volante Rodrigo Souto expôs a insatisfação ao dizer que situação atrapalha.

"Sabemos que a situação financeira do Botafogo não é boa. Se eu disser que não atrapalha, estarei mentindo. Ninguém entra em campo pensando nisso, mas quando se chega em casa, por exemplo, a insatisfação é enorme", declarou o atleta.

O duelo contra o Botafogo-PB, que reinauguraria o Estádio Almeidão, na capital do estado nordestino, contava com grande apelo popular: mais de dez mil ingressos foram vendidos de forma antecipada. O compromisso também traria consigo a tradicional cerimônia da entrega de faixas, já que o time da estrela vermelha conquistou o Campeonato Paraibano.

Embora não tenha se pronunciado oficialmente sobre o assunto, a diretoria deve alterar a programação dos cariocas, que não tinham treinamento agendado para quinta e sexta-feira. O cancelamento também pode arcar mais dívidas com o clube.

Situação se repete - Em 2013, por causa dos atrasos salarias, os jogadores chegaram a abolir a concentração. No início do ano, os botafoguenses sentaram no gramado, por dez minutos, no começo de um treino, como forma de protesto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.