Tamanho do texto

Ex-atleta e também ex-técnico do time gaúcho tinha 36 anos e viajava de sua casa em Aruaña para Goiânia, em Goiás

Fernandão comandou o Internacional em 2012
Futura Press
Fernandão comandou o Internacional em 2012

O ex-jogador do Internacional Fernandão, de 36 anos, morreu neste sábado em um acidente de helicóptero. Ele viajava de volta da sua casa de praia em Aruaña para a capital Goiânia, em Goiás, quando houve a queda, nesta madrugada. 

Leia também:  Helicóptero com Fernandão caiu logo após decolar e acabou partido em 2 na queda

O corpo de Fernandão deve ser transferido no fim de tarde deste sábado para a capital Goiânia. O Goiás Esporte Clube, equipe onde o ex-jogador iniciou a carreira, disponibilizou o ginásio para a realização do velório, que será no Serrinha. O horário ainda não foi divulgado.

E mais: Torcedores do Inter homenageiam Fernandão em frente ao Beira-Rio

Além do eterno atleta colorado, estavam na aeronave outras três pessoas: Edmílson de Sousa Leme (vereador de Palmeiras de Goiás), Bidó Antônio de Pádua, Lindomar (funcionário da fazenda) e o piloto Milton.

E mais: Sobis lamenta "dia trágico" e diz que Fernandão era como um pai

De acordo com dados da Polícia Civil, o helicóptero, que partiu da fazenda de Fernandão, foi encontrado em um banco de areia, aproximadamente às 4 horas da manhã, às margens do Rio Araguaia. A área da tragédia fica a aproximadamente 15 quilômetros do centro de Aruanã.

O ex-jogador foi o único dos passageiros do helicóptero ainda retirado com vida do local e chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu. O Corpo dos Bombeiros logo chegou ao local do acidente e o sargento Cristiano Oliveira notou que um dos passaageiros, justamente o ex-atleta, apesar de muito ferido, ainda respirava. Ele deu mais detalhes sobre o acidente. 

Leia também: Dilma, Blatter e autoridades gaúchas lamentam morte de Fernandão

"A queda foi na hora em que o helicóptero estava levantando voo. O único vivo era ele, mas os ferimentos eram vários e não houve como proceder. Na hora que o encontrei, ele estava inconsciente e respirava com dificuldades. Quando a morte se confirmou, todos se abalaram. Ele era querido por todos", sintetizou, em entrevista ao jornal gaúcho Zero Hora .


Já o Tenente Coronel Ronaldo Pereira Soares, da Polícia Militar goiana, explicou os procedimentos adotados: "O local está isolado e aos cuidados da Polícia Científica. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) já está elaborando os diagnósticos, de acordo com os dados que possui. Além disso, o corpo de Fernandão já está aos cuidados do Instituto Médico Legal (IML)", sintetizou,

Luto

Site do Internacional faz homenagem a Fernandão
Reprodução
Site do Internacional faz homenagem a Fernandão

Na manhã deste sábado, o Internacional publicou uma nota em seu site oficial dizendo que estava de luto pela morte do ex-atleta e afirmou que ele foi um dos jogadores mais importantes do time. 

"O momento é de profundo pesar pela partida prematura do ídolo de 36 anos, mas o que fica são lembranças gloriosas de um atacante que honrou a camisa do Internacional com seu espírito de liderança, sendo um dos jogadores mais importantes dos 105 anos do Clube", diz a nota. "O Clube do Povo se solidariza com a família e com todos os fãs de Fernandão. Força!", completa. 

Pouco depois, o site do time colorado prestou homenagem ao jogador, relembrando vídeos e reportagens dele e colocando uma foto na primeira página. A FGF (Federação Gaúcha de Futebol) também divulgou nota expressando pesar pela morte do ídolo. 

Carreira

O Internacional ainda fez questão de lembrar a trajetória de Fernandão no time. Foram 190 partidas como jogador e 77 gols marcados, o primeiro deles, logo na sua estreia, em 2004, foi o de número 1000 da história do Gre-Nal. Fernandão ainda foi capitão da equipe nas conquistas da Libertadores e do Mundial de 2006. Outros títulos com o time de Porto Alegre foram no Gauchão (2005 e 2008) e na Recopa (2007). 

Depois da carreira como atleta, ele foi para o lado de fora do gramado. Também no Internacional, foi diretor técnico em 2011 e treinador do time principal em 2012. 

Fernandão era natural de Goiás e começou por lá a carreira. Aos 16 anos, jogando como meia, foi para o time profissional do Goías e ali ganhou destaque. Entre 1995 e 2001, ele conquistou cinco estaduais, duas Copas Centro-Oeste e um Brasileiro da Série B na posição de meio de campo. Depois, defendeu o Olympique de Marselha, da França, por três temporadas. 

Voltou ao Brasil para jogar no Internacional e virou um dos ídolos do time gaúcho. Fernandão ainda passou pelo São Paulo antes de se aposentar como jogador em julho de 2011 e partir para as funções de diretor e técnico. Entretanto, quatro meses após assumir o Inter, foi demitido. Ele ainda seria comentarista da Copa Mundo 2014 no canal Sportv

*com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.