Tamanho do texto

Clube apostou em superstição pediu à Iberia que repetisse funcionários do voo para semifinal antes de enfrentar o rival Atlético de Madri na decisão da Liga dos Campeões

Superstição não ganha jogo, mas pode ajudar. Pelo menos é desta forma que a delegação do Real Madrid parece pensar na véspera da final da Liga dos Campeões . Buscando “La Décima”, o cobiçado troféu continental pela décima vez em sua história, o clube merengue apelou até para a sorte e pediu que seu voo para Lisboa, palco da partida deste sábado contra o rival Atlético de Madri , tivesse exatamente a mesma tripulação do que usou para ir a Munique encarar o Bayern pela semifinal.

O Real enfrentou o time alemão fora de casa no dia 29 de abril. Após vencer por 1 a 0 o duelo de ida, precisava de um empate para chegar à decisão. Em noite inspirada de Cristiano Ronaldo e Sérgio Ramos, goleou os comandados de Pep Guardiola por 4 a 0. Um dia antes, voou em um Airbus A321 pilotado por Juan Manoel Bonet Ángel e Alejandro Daniel Buxonat Villafranca. E sobrou para a dupla.

Real Madrid desembarca em Lisboa: por superstição, tripulação foi escolhida a dedo
Getty Images
Real Madrid desembarca em Lisboa: por superstição, tripulação foi escolhida a dedo

A Iberia, companhia aérea responsável, aceitou o pedido e refez escalas de funcionários para que não só piloto e co-piloto estivessem no voo IB2890 para Lisboa, mas também todos os demais membros da tripulação. O elenco madridista viajou para a capital portuguesa no início da noite da última quinta-feira.

Para os mais supersticiosos, porém, uma má notícia: a partida contra o Atlético será a 13ª final de Champions do Real Madrid em sua história, número mundialmente associado ao azar. O time merengue venceu nove vezes a principal competição da Europa, a última em 2002, e foi vice em três oportunidades.

O jogo será realizado no estádio da Luz às 15h45 deste sábado (horário de Brasília). Curiosamente, foi lá que, há dez anos, Cristiano Ronaldo perdeu com a seleção portuguesa a final da Eurocopa para a Grécia. Hoje considerado o melhor jogador do mundo, o camisa 7 tem a chance de dar sua volta por cima particular.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.