Tamanho do texto

Atacante tinha participação no jogo decisivo da Liga dos Campeões ameaçada por causa de uma lesão muscular na coxa

Diego Costa, atacante do Atlético de Madri
AP
Diego Costa, atacante do Atlético de Madri

O Atlético de Madri ganha um reforço importantíssimo para a final da Liga dos Campeões , neste sábado, às 15h45 (de Brasília), em Lisboa (POR). O atacante Diego Costa foi liberado pelo departamento médico do Atlético de Madri e, com média de um gol por partida na competição, deve constar entre os 11 jogadores que iniciarão a partida no Estádio da Luz, formando dupla de ataque com o turco Arda Turan.

Diego Costa vem passando por um tratamento intensivo desde o sábado, quando sofreu uma lesão na coxa direita, no ínicio do jogo diante do Barcelona, no qual o Atlético de Madri levantou a taça do Campeonato Espanhol após 18 de jejum.

No treino realizado em Lisboa para reconhecimento do gramado, nesta sexta-feira, o camisa 19 entrou no gramado e participou normalmente da atividade com bola ao lado do restante do elenco. Apesar de estar apto para entrar em campo, Diego Costa saiu mais cedo do treinamento para realizar alguns exercícios específicos na companhia do preparador físico da equipe, Óscar Pitillas.

O técnico da equipe colchonera, Diego Simeone, comentou o trabalho construído ao longo da temporada 2013/2014, que já rendeu à equipe o título nacional. Classificando a final deste sábado, diante do Real Madrid, como uma partida única na vida de todos do elenco, ‘El Cholo’ Simeone comentou a postura determinada da equipe. "O mais difícil para uma comissão técnica é passar o que sente para os jogadores. E temos conseguido fazer isso, transmitindo a eles o sentimento que temos por esse esporte, tendo paixão, humildade, compromisso e entrega".

Sobre a semana do Atlético de Madri, intervalo de tempo que separa a conquista do Campeonato Espanhol e a final do maior campeonato europeu de clubes, a Liga dos Campeões, Simeone ponderou que uma história muito bonita foi construída, mas que há outra decisão a ser disputada. "Os jogadores festejaram como tem que ser e depois trabalharam como sempre, pensando na próxima partida, analisando o rival e buscando alternativas que nos levam a competir melhor".

Mantendo a humildade no discurso, ao falar do rival, Simeone considera o Real Madrid a melhor equipe do mundo. "É um time completo, tem uma grande defesa e um ótimo goleiro. Consegue manter a posse de bola e aposta na individualidade dos jogadores para protagonizar as jogadas ofensivas", relatou.

O confronto decisivo, que coloca frente a frente Atlético de Madri - atual campeão da Liga Espanhola - e Real Madrid - que desbancou o atual campeão da Liga dos Campeões -, é tido como jogo mais importante da temporada para os dois lados. A equipe merengue busca sua décima taça, enquanto os colchoneros querem a primeira conquista continental.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.