Tamanho do texto

Ao cair diante do Palmeiras, time segue na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro, com três pontos em seis partidas

Leandro Silva disputa a bola com Diogo em jogo do Figueirense contra o Palmeiras
Getty Images
Leandro Silva disputa a bola com Diogo em jogo do Figueirense contra o Palmeiras

Depois de somar os seus primeiros pontos na última rodada, quando venceu o Corinthians, o Figueirense não conseguiu manter o embalo e acabou derrotado pelo Palmeiras nesta quinta-feira, por 1 a 0, em Araraquara. O resultado, no entanto, não foi motivo de desânimo da equipe catarinense, que vem apresentando uma gradativa melhora com a chegada do treinador Guto Ferreira.

"Fizemos um bom jogo. Nosso time vem numa crescente muito boa. Tomamos um gol num bobeira. Acho que nesse segundo tempo a gente criou muito mais do que a equipe do Palmeiras, mas agora é levantar a cabeça. Se você for ver o time que jogou os últimos três, quatro jogos que a gente perdeu e o jeito que está jogando agora", disse o lateral Leandro Silva, com uma projeção bastante otimista.

Mesmo na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro, com apenas três pontos somados em seis partidas, o jogador garante que o atual elenco do Figueirense tem potencial para dar alegrias ao torcedor alvinegro. "Se continuar jogando assim, a gente vai longe", animado com o trabalho de Guto Ferreira, que tenta reformular a equipe recém-promovida à primeira divisão.

A aposta para voltar a somar pontos na competição é o fato de jogar em casa na próxima rodada. "Infelizmente perdemos o jogo, mas não jogamos tão mal. Tomamos o gol numa desatenção. O que o time apresentou fora de casa não foi tão ruim. Mas agora dentro de casa o contexto vai ser diferente", disse Giovanni Augusto, que volta a campo neste domingo, contra o Goiás, no Orlando Scarpelli.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.