Tamanho do texto

Em um jogo de muitos gols no Mineirão, time mineiro venceu por 3 a 2 e renasceu após a queda na Libertadores

Ricardo Goulart comemora gol do Cruzeiro sobre o Coritiba pelo Brasileirão
Gustavo Theza/Futura Press
Ricardo Goulart comemora gol do Cruzeiro sobre o Coritiba pelo Brasileirão

Em um jogo de muitos gols no Mineirão, o Cruzeiro bateu o Coritiba por 3 a 2, e se mostrou recuperado da ressaca pela queda na Libertadores da América, encostando nos líderes do Campeonato Brasileiro, com 10 pontos ganhos. O Coxa, por sua vez, segue sem conhecer resultado positivo e, com três pontos, amarga uma posição na zona de rebaixamento.

A Raposa abriu o placar aos 10 minutos da primeira etapa, com Ricardo Goulart aproveitando levantamento de Egídio para balançar as redes. Alex, de cabeça, deixou tudo igual, aos 22 minutos. Ricardo Goulart fez o segundo dele aos 45 minutos. Na segunda etapa, Norberto aproveitou levantamento, aos nove minutos, para fazer o segundo para o Alviverde.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Sport, quarta-feira, no Mineirão. Já o Coritiba recebe o Internacional, no mesmo dia, no Estádio Couto Pereira.

O jogo

Logo nos primeiros movimentos ficou clara a postura Alviverde, que se plantou no setor defensivo para segurar a Raposa, que tinha maior ação. Aos três minutos, Nilton mostrou o cartão de visitas com um chute pela linha de fundo. Depois de muitos chutões, o gol mineiro saiu aos 10 minutos, com Ricardo Goulart, que aproveitou cruzamento de Egídio para testar para o fundo das redes.

O Cruzeiro seguia com a posse de bola, buscando o ataque. Aos 16 minutos, Dagoberto fez o levantamento, a bola passou por todo mundo e Dedé não aproveitou. O Coxa finalmente apareceu aos 19 minutos, com uma bomba de Jajá, pela linha de fundo. Mas, aos 22 minutos, Alex subiu mais do que a defesa e desviou de cabeça para deixar tudo igual contra seu ex-time.

Nilton apareceu na área para cabecear, aos 30 minutos, e a bola foi pela linha de fundo. Na resposta, Carlinhos arriscou de longe e Fábio fez grande defesa. Aos 39 minutos, Borges foi travado na área e ficou pedindo pênalti. O árbitro mandou seguir. O jogo era fraco tecnicamente e o ritmo diminuiu ainda mais ao final da primeira etapa. Até, que aos 45 minutos, Éverton Ribeiro cruzou e Ricardo Goulart fez o segundo dele.

Baraka, do Coritiba, e Ricardo Goulart, do Cruzeiro, em lance da partida no Mineirão pelo  Brasileiro
Bruno José/Futura Press
Baraka, do Coritiba, e Ricardo Goulart, do Cruzeiro, em lance da partida no Mineirão pelo Brasileiro

Depois do intervalo, as equipes retornaram sem modificações. Aos dois minutos, Jajá fez bom lançamento para Zé Love, mas Dedé apareceu para cortar na hora exata. O Coxa voltou com um pouco amis de disposição, buscando empate. Aos nove minutos, Norberto começou a jogada e correu para a área para desviar cruzamento de Carlinhos e marcar.

O jogo melhorou e, aos 11 minutos, Nilton, de bicicleta, obrigou Vanderlei a fazer grande defesa. Aos 16 minutos, foi a vez de Egídio arriscar um petardo e carimbar a trave direita. A Raposa perdeu uma chance incrível de voltar à frente no placar aos 22 minutos com Ricardo Goulart testando torto, dentro da pequena área.

O gol era questão de tempo e, aos 23 minutos, William aproveitou sobra de bola de Vanderlei e chutou. No meio do caminho, Borges tocou para o fundo das redes. Precisando de gols, finalmente o técnico Celso Roth resolveu dar uma chance para a entrada de Keirrison, que perdeu espaço com sua chegada. Porém, o ataque coxa-branca não funcionava. Aos 37 minutos, Geraldo partiu para o contra-ataque e foi travado. Lance normal para a arbitragem. O Cruzeiro administrou bem os minutos finais e garantiu os três pontos.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 3 X 2 CORITIBA

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de maio de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões amarelos: Dagoberto (Cruzeiro); Luccas Claro (Coritiba)
Gols: CRUZEIRO: Ricardo Goulart, aos 10 minutos e aos 45 minutos do primeiro tempo; Borges, aos 23 minutos do segundo tempo
CORITIBA: Alex, aos 22 minutos do primeiro tempo e Norberto, aos 09 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Mayke), Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique (William), Nilton, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Dagoberto (Souza) e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Luccas Claro, Leandro Almeida e Carlinhos; Baraka, Chico, Norberto e Alex; Jajá (Geraldo) e Zé Love (Keirrison)
Técnico: Celso Roth

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.