Tamanho do texto

A equipe nordestina, com o empate fora de casa, chegou aos oito e seguiu na briga pela faixa de acesso à Série A

Depois de eliminar a Chapecoense da Copa do Brasil, o Ceará voltou a criar problemas para um time de Santa Catarina. Jogando na Ressacada, em Florianópolis, a equipe de Sérgio Soares buscou um empate por 1 a 1 com o Avaí , complicando a vida da formação da Ilha no Campeonato Brasileiro da Série B.

Os comandados de Pingo, que estavam deixando a zona de rebaixamento com o bom resultado parcial, seguiram no grupo dos quatro últimos, com quatro pontos. A equipe nordestina, com o empate fora de casa, chegou aos oito e seguiu na briga pela faixa de acesso à Série A.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Série B do Brasileiro

Os gols da partida foram marcados após o intervalo. Após todo um tempo sem bola na rede, Diego Jardel abriu o placar para o Avaí, aos dois minutos da etapa final. A vantagem foi mantida até os 34 minutos, quando Bill deixou sua marca e igualou o marcador.

O time de Santa Catarina jogará de novo na Ressacada, na próxima terça-feira, quando tentará deixar sua incômoda posição em confronto com o Paraná. O Ceará atuará longe de casa mais uma vez, também na terça. A equipe alvinegra vai visitar o América-RN, em Natal.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 X 1 CEARÁ

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis
Data: 17 de maio de 2014, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Vítor Carmona Metestaine (SP) e Marco Antonio de Andrade Motta Júnior (SP)
Cartões amarelos: Eduardo Neto e Antônio Carlos (Avaí); Nikão, Ricardinho, Vicente e João Marcos (Ceará)
Gols:
Avaí: Diego Jardel, aos dois minutos do segundo tempo
Ceará: Bill, aos 34 minutos do segundo tempo

AVAÍ: Vagner; Bocão, Antônio Carlos, Pablo e Eduardo Neto; Eduardo Costa, Tinga, Diego Jardel, Cleber Santane e Marquinhos (Paulo Sérgio); Anderson Lopes (Roberto)
Técnico: Pingo

CEARÁ: Luis Carlos; Samuel Xavier (Marcos), Sandro, Diego Ivo e Vicente; João Marcos, Ricardinho, Marcos Vinícius (Gil) e Nikão (Felipe Amorim); Magno Alves e Bill
Técnico: Sérgio Soares

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.