Tamanho do texto

Volante recebia R$ 380 mil de salário no Botafogo, mas abriu mão do valor para voltar ao time que diz torcer

Em um país onde o dinheiro impera em praticamente todas as decisões, Renato escolheu o caminho oposto. O jogador deixou o Botafogo na última sexta-feira e acertou seu retorno ao Santos , onde foi apresentadonesta terça-feira.

Leia também:  Renato vibra com retorno ao Santos e diz que se sente em casa

Para retornar após dez anos, Renatinho, como é conhecido pelos santistas, além de ser torcedor assumido do clube, abdicou de ganhar R$ 380 mil por mês no clube carioca para receber R$ 80 mil fixos, com um acréscimo de receita proporcional a sua produtividade no time de Oswaldo.

"Aqui no Brasil a gente sabe das dificuldades financeiras dos clubes, então eu me adequei, não tive nenhum problema, até porque eu sei da situação, não só aqui", disse o jogador logo em sua chegada ao clube no qual é visto como ídolo. "E o mais importante é que no fim do mês você possa honrar seus compromissos, então, não foi nenhum problema acertar isso", explicou o novo camisa 35, que apesar de ter um contrato invejável no Rio, sofria com os atrasos salariais.

De volta ao Santos, Renato demonstrou muito felicidade, comparou o momento com o ano de 2000, ano em que foi contratado após se destacar no Guarani. Hoje, após dois títulos brasileiros pelo alvinegro praiano, o jogador tem sua imagem pintada no muro do CT Rei Pelé ao lado de outros jogadores que marcaram época no Santos.

"A gente sabe o carinho e o trabalho que realizou no passado, o Santos reconheceu, a gente fica contente de fazer parte dessa história, ter a imagem pintada no muro".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.