Tamanho do texto

Clube havia banido o torcedor responsável pelo ato racista, mas isso não evitou a nova punição

O episódio protagonizado por Daniel Alves segue gerando consequências. Apesar de ter punido o torcedor responsável por atirar uma banana em campo no jogo contra o Barcelona , o Villarreal não escapou de também levar multa. Nesta quarta-feira, o Comitê de Competições do Campeonato Espanhol anunciou que o clube será multado em 12 mil euros (cerca de R$ 37 mil reais).

O valor é o dobro do que havia sido imposto ao Villareal no último mês de fevereiro, quando outro torcedor atirou gás lacrimogênio no gramado em partida contra o Celta de Vigo. O comitê considerou o ato racista muito mais grave, já que as duas práticas seriam de "naturezas diferentes", mas anunciou que levou em conta o fato de o clube ter identificado o torcedor responsável.

Na última semana, o torcedor David Campayo Lleo, de 26 anos, foi detido e prestou depoimento à polícia espanhola, mas acabou liberado em seguida. Enquadrado no artigo 510 do Código Penal do país, ele corre o risco de ser preso por até três anos por ter provocado "discriminação, ódio ou violência contra grupos ou associações por motivos racistas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.