Tamanho do texto

Jogador lembra da passagem do agora rival pelo Corinthians e diz que time tentou jogar como ele gostava, mas não deu certo

Alexandre Pato, atacante do São Paulo
Rubens Chiri/saopaulofc.net
Alexandre Pato, atacante do São Paulo

O fato de que Alexandre Pato não poderá entrar em campo pelo São Paulo no Majestoso de domingo não o impede de ser assunto diário no Corinthians . Na manhã de quarta-feira, foi a vez de Fábio Santos falar sobre o ex-companheiro, emprestado ao rival após pouco mais de um ano de decepção em preto e branco.

Leia mais: Elias brinca com Pato e diz que daria "chegadinha" em ex-atacante do Corinthians

"Não sei se a palavra certa é decepção. É óbvio que foi criada uma expectativa, nem pelo valor, mas pela qualidade mesmo. As coisas não deram certo, mas torço para que deem no São Paulo, porque ele é um bom menino, não dá um trabalho, é bom profissional. A gente torce porque é um menino muito bom", afirmou o lateral.

Entretanto, Pato não deixou saudade na maior parte da torcida do Corinthians justamente pelo estilo pouco aguerrido, algo que Fábio Santos não escondeu nas respostas honestas que deu sobre o agora camisa 11 da equipe tricolor.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"O Pato tinha uma característica diferente. Não era jogador de brigar, dar carrinho. Ele tem muita qualidade técnica, é decisivo, mas na questão da disputa ficava um pouco a desejar. Isso era bem claro. A equipe tentou jogar como ele gostava, mas não deu certo", comentou.

Como não deu certo, o atleta foi emprestado até o final de 2015. Por contrato, não pode enfrentar o Corinthians, ainda responsável pelo pagamento de metade de seu alto salário. Jadson, que fez o caminho inverso e passou a defender o time do Parque São Jorge na transação, também não pode encarar o ex-time até dezembro.

Por isso, o clássico de domingo não terá nenhum dos dois jogadores. Fábio Santos não veria "problema nenhum" em ver ambos em campo no domingo, em Barueri, mas entende que, "se foi combinado no começo, não tem que voltar atrás". Segundo ele, Jadson fará falta porque se encaixou bem na equipe alvinegra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.