Tamanho do texto

Após queda nas oitavas de final da Libertadores, presidente do clube admite que cometeu erros no planejamento para o ano

Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG
Site oficial
Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG

O presidente do Atlético-MG , Alexandre Kalil, assumiu toda a culpa pela queda do time nas oitavas de final da Libertadores. Logo após o empate em 1 a 1 com o Atlético Nacional no Horto nesta quinta-feira , ele admitiu que cometeu alguns erros nesta temporada e, por isso, pediu para que as pessoas parem de procurar outros responsáveis pela eliminação.

Confira tabela de jogos, artilharia e notícias da Libertadores

"Sou responsável por tudo que aconteceu, não culpem ninguém, eu fiz muitas lambanças este ano. Quando alguém for fazer o comentário de quem é culpado, é o presidente Alexandre Kalil, que só começou o ano no dia primeiro de maio, e isso é um absurdo: um presidente experiente como eu, cinco anos de mandato, fazer uma bobagem dessa", declarou.

Relembre o desempenho dos brasileiros nas oitavas de final da Libertadores:

Leia também: Levir Culpi desaprova atuação do Atlético-MG e rebate críticas de Tardelli

Menos de uma semana antes para o segundo duelo pelas oitavas de final, o Atlético-MG mudou de treinador. Contratado no início do ano, Paulo Autuori foi substituído por Levir Culpi, quem Kalil acredita que tem totais condições de fazer o time voltar a mostrar o que apresentou em 2013.

"Nós queríamos, tínhamos capacidade para ser bicampeões e ter alegria de levantar a taça novamente. Mas o trabalho será mais duro agora, o presidente vai ter de pensar mais no clube, é o gás final dele. Jogamos quase quatro, cinco meses no lixo. Quero pedir desculpas para a torcida do Atlético-MG, estou muito triste, amargurado, mas vamos ter alegrias este ano, conheço o treinador que chegou, conheço o grupo, todos estão querendo, apresentando", disse.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.