Tamanho do texto

Mês de inatividade antes da estreia no Brasileirão é trunfo contra semana desgastante com viagens de norte a sul do Brasil

Assim que apareceu diante dos microfones, na tarde desta sexta-feira, o centroavante do Corinthians , Paolo Guerrero, disse ter "emagrecido" com o fim do seu jejum de mais de dois meses sem marcar gols. Não foi só o fato de anotado na vitória por 3 a 0 sobre o Nacional, no entanto, que contribuiu com a boa forma física do peruano.

Veja a classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Tal qual os seus companheiros, Guerrero passou a se sentir melhor depois que o Corinthians foi eliminado do Campeonato Paulista e teve um longo período para treinar. O atleta mencionou mais de uma vez a inatividade da equipe para minimizar os efeitos de uma semana desgastante, com viagens para o Norte e o Sul do Brasil.

"Hoje, ainda está todo o mundo um pouco descansado por causa da viagem para Manaus, mas vamos chegar bem ao jogo de domingo. Eu, pelo menos, já estou começando a me sentir bem melhor. Tivemos uma boa preparação", sorriu Guerrero, referindo-se à partida como Nacional e ao jogo deste fim de semana com a Chapecoense, na Arena Condá.

Para o centroavante, a desclassificação no Paulista ajudou o Corinthians não só a descansar. "Esse tempinho de 20 dias que tivemos foi muito bom. O time ficou mais entrosado. Agora, a gente já sabe o que o professor Mano quer e está colocando em prática em campo", disse Guerrero.

O técnico Mano Menezes também fez a sua parte para deixar o Corinthians bem preparado. Contra o Nacional, o lateral esquerdo Fábio Santos, o volante Guilherme e o atacante Romarinho foram poupados - os dois últimos entraram no decorrer do jogo. Nesta sexta-feira, os titulares realizaram somente um trabalho regenerativo no CT Joaquim Grava.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.