Tamanho do texto

Atacante perdeu um dos pênaltis na disputa com o San Lorenzo que terminou na eliminação do Grêmio na Libertadores

Barcos, atacante do Grêmio
Lucas Uebel/Site oficial do Grêmio
Barcos, atacante do Grêmio

O centroavante Barcos foi muito cobrado pelos torcedores do Grêmio após a eliminação do time na Copa Libertadores da América . Com um pênalti perdido na disputa com o San Lorenzo , o argentino revelou que teve dificuldades em sair da Arena após a partida, devido a seis gremistas que queriam tirar satisfações por conta da eliminação. O carro do atacante foi chutado pelos exaltados torcedores.

"Nós não entramos nos campeonatos para ver o que acontece, mas sim pensando em vencer. Eu entendo a cobrança do torcedor, mas até certo ponto. Não pode passar da linha e faltar com respeito. Na saída do jogo, eu estava com a minha filha no colo e uns seis caras vieram me xingar e bater no meu carro quando eu saía. É preciso haver respeito", desabafou o Pirata.

Barcos revelou que demorou a pegar no sono na madrugada após a eliminação: "Meu irmão estava em casa, foi difícil. Fiquei com a família, conversando sobre tudo o que aconteceu. Só fui dormir às 5 horas da manhã, e com a cabeça no travesseiro pensando em tudo o que podia ter acontecido", lamentou o argentino.

Mas a sexta-feira não foi só de lamúrias no Olímpico. O lateral esquerdo Marquinhos, emprestado do Figueirense, foi apresentado como novo reforço do Grêmio para a disputa da temporada, e mostrou empolgação: "Vim buscar o meu espaço e respeito todos no grupo. Sinto-me bem desde o dia em que cheguei, todos vieram me cumprimentar. Espero continuar com essa felicidade. A grandeza do Grêmio é indiscutível", disse o ala de 20 anos, bastante animado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.