Tamanho do texto

Ao vencer o Chelsea na Inglaterra, Atlético de Madri avançou à decisão e disputará o título em Lisboa contra o Real

Atlético de Madri se garantiu na final ao vencer o Chelsea na Inglaterra
AP
Atlético de Madri se garantiu na final ao vencer o Chelsea na Inglaterra

A decisão entre Real Madrid e Atlético de Madri na final da Liga dos Campeões é inédita. Apesar de já terem sido finalistas contra rivais de outros países, os clubes farão um encontro histórico. Pela primeira vez, duas equipes da mesma cidade decidirão o título do campeonato de clubes mais importante da Europa.

Em 58 edições desde a década de 50, apenas equipes do mesmo país decidiram o título, e não foram tantas vezes. A primeira decisão entre times do mesmo país foi na temporada 1999/2000, quando o próprio Real Madrid enfrentou o Valencia em Paris. Do fim do século 20 até 2014, em apenas três temporadas duas equipes da mesma nacionalidade chegaram juntas ao jogo final.

E a trajetória de Real e Atlético nesta Liga dos Campeões não é mera coincidência. Na fase de grupos, os dois times madrilenhos venceram cinco partidas e empataram uma: As melhores campanhas entre todos os times desta etapa da competição. No mata-mata, enquanto o clube merengue passou por três clubes alemães com cinco vitórias e apenas uma derrota (Borussia Dortmund, nas quartas de final), os colchoneros estão invictos e passaram por Milan, Barcelona e Chelsea com quatro vitórias e dois empates.

Em busca da décima
Após 12 anos, o Real Madrid alcança a 12ª decisão de Liga dos Campeões, com nove títulos e apenas três vices. Maior campeão da história, os galácticos vão em busca da décima taça. Já o rival disputou a decisão da então Copa dos Campeões apenas uma vez, em 1974, e buscará, sob o comando de Diego Simeone, o título inédito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.