Tamanho do texto

Jogador participou da atividade comandada pelo técnico Abel Braga e não sentiu dores musculares na coxa direita

Depois de treinar separadamente por três dias, o meia Alex está de volta ao time do Internacional . Na tarde desta quinta, ele participou do treino comandado pelo técnico Abel Braga do início ao fim, sem sentir as dores musculares na coxa direita, que o incomodavam desde a partida de sábado, contra o Vitória. Assim, fica à disposição para enfrentar o Botafogo, domingo, no Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja a tabela de jogos e a classificação do Campeonato Brasileiro

Ao contrário do que normalmente faz nas quintas-feiras, Abelão não realizou um treino coletivo. O comandante orientou um trabalho em campo reduzido, no CT do Parque Gigante, o qual envolveu os jogadores do setor ofensivo da equipe - os zagueiros trabalharam separadamente.

Nesta sexta, Abelão deve encaminhar o Inter com Dida; Cláudio Winck, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex, D’Alessandro e Alan Patrick; Rafael Moura. O lateral-direito Gilberto, por pertencer ao Botafogo e estar emprestado ao Colorado, não jogará.

Experiência

Apesar de confiar no grupo de jogadores, o zagueiro Paulão afirmou, nesta quinta, que o meia Alex é muito importante para o time principal do Internacional. Segundo ele, a experiência do meia e seu bom chute de longa distância são qualidades das quais o time se ressentirá caso ele não possa atuar diante do Botafogo, no Maracanã.

"Acho que o time ganharia em velocidade (com a escalação de Valdívia), mas a presença do Alex é fundamental. Ele experiente e cresce nesse tipo de jogo. Acho que ele estará conosco, o que ele vem sentindo não é nada grave", pontuou Paulão. "Pode entrar um jogador de velocidade, ou o Alex, que é mais cadenciado e tem um bom chute. Essa dor de cabeça eu deixo para o Abel", completou o zagueiro, comparando Alex com Valdívia, seu substituto imediato.


* Com Gazeta Esportiva.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.